Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Casos de violência contra a mulher aumentam 42,9%

COLABORAÇÃO DE MARIANA CHECONI | 30/05/2019 | 05:01

Em Jundiaí os casos de violência contra a mulher aumentaram 42,9% no primeiro trimestre de 2019 em relação ao mesmo período de 2018. Foram registrados nos três primeiros meses desse ano 696 ocorrências. Em 2018, foram 487 casos, de acordo com dados divulgados pela Delegacia da Mulher de Jundiaí (DDM).

Considerando também o primeiro trimestre de 2019, houve dois registros de feminicídio. Em 2018 havia sido registrado um caso. A ocorrência com maior número de denúncias no primeiro trimestre foi a de lesão corporal, com um aumento de 71%, sendo 107 em 2018 e 183 em 2019. Seguido por estupro – incluindo de vulnerável – com um aumento de 54,5%, 22 casos em 2018 e 34 em 2019. Em terceiro lugar estão as ocorrências que envolvem ameaças, que registraram um aumento de 24,7%, foram 174 casos em 2018 e 217 em 2019. Logo em seguida estão os crimes contra a honra, com aumento de 22,5%, 71 em 2018 e 87 em 2019. Ameaça contra o patrimônio permaneceu igual, com seis casos registrados em 2018 e 2019. E ainda outros crimes que não se encaixam nessas categorias registraram aumento de 57,5%, sendo 106 em 2018 e 167 em 2019. Ao todo, em 2018, foram registrados 2193 ocorrências de violência contra a mulher. Em 2017, foram 2039.

De acordo com a delegada da DDM, Renata Yumi Ono, não é possível afirmar um motivo certo para o aumento dos casos, mas ela acredita que as mulheres estão fazendo mais denúncias. “Cada vez mais percebo que as mulheres sentem-se seguras para denunciar os atos de violência. Isso acaba aumentando os registros das ocorrências. Nós sempre trabalhamos para oferecer todo o apoio e proteção que as mulheres precisam nesses casos”, afirma.

MEDIDAS
Felizmente não foram apenas as ocorrências de violência que aumentaram. As medidas protetivas de urgência e as prisões em flagrantes registraram um crescimento também. Foram 65 medidas protetivas no primeiro trimestre de 2018 e 116 no mesmo período deste ano. Em relação às prisões em flagrante, foram registradas 23 em 2018 e 46 em 2019.

DENÚNCIAS
A Lei Maria da Penha, sancionada em 7 de agosto de 2006, tem como objetivo proteger a mulher contra qualquer agressão física, psicológica, verbal e emocional. Qualquer pessoa que passe ou presencie situações como essas pode entrar em contato pelo disque-denúncia (180), que é anônimo ou comparecer à delegacia da mulher.

Em Jundiaí, a DDM fica localizada na Avenida Nove de Julho, 3600, Anhangabaú. O telefone para contato é 4521-2024.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/casos-de-violencia-contra-a-mulher-aumentam-429/
Desenvolvido por CIJUN