Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Centro tem presentes para todos os gostos

GUILHERME BARROS | 10/12/2019 | 05:00

Quem caminha pela região central de Jundiaí em busca de presentes e lembranças de Natal não pode reclamar de falta de opções. Só em uma loja de produtos a preços mais acessíveis, são mais de 500 itens com preços que variam desde centavos até valores um pouco mais altos, como as árvores de Natal.

A autônoma Barbara Fernanda Costa Ferreira, de 29 anos, estava em busca de enfeites para a montagem de sua árvore. “Normalmente eu não deixo para última hora, mas estou vendo que não vai faltar opção. Tem muita coisa e os preços estão bons, bem chamativos”, conta. Ela já gastou mais de R$ 500 com presentes e lembranças. “Tenho família grande”, brinca.

Bárbara está longe do padrão médio de compra do brasileiro. Uma pesquisa da SPC Brasil mostra que o consumidor pretende gastar, em média, R$ 125 por pessoa para compras de Natal. O valor é 7,7% superior aos R$ 116 de 2018. Isso falando apenas de presentes. Quando o assunto é comida, o preço aumenta um pouco: R$ 207.

Quem também comemora a variedade de presentes são os filhos da cabeleireira Elaine Andrade. Ela procurava enfeites para compor a guirlanda do filho na catequese e aproveitou para comprar brinquedos para as crianças. “Os preços estão bons e já precisava comprar mesmo. Aí, uni o útil ao agradável”, afirma.

As gôndolas estavam prontas e repletas de opções, mas alguns produtos já estavam sendo repostos, por causa da alta demanda de vendas. “As bolas de Natal vermelhas são as que mais têm saída, depois os Papais Noeis de todos os tamanhos e preços. Vai da escolha do freguês”, diz a vendedora Márcia Costa.

Ainda de acordo com a pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito, 77% dos consumidores devem presentear alguém no Natal deste ano, aproximadamente 119,8 milhões de brasileiros. Em 2018, esse percentual era de 79%.

Dentre aqueles que não vão presentear este ano, a principal justificativa é a falta de dinheiro (39%) e 15% dos entrevistados disseram não ter o costume de presentear, enquanto outros 15% afirmaram que estão desempregados.

Ainda segundo o levantamento, 7% dos consumidores acreditam que vão gastar mais com presentes deste ano em relação ao ano passado.

Elaine aproveitou a ida ao Centro para fazer compras de brinquedos para os filhos e gostou dos preços que viu

Bárbara já gastou mais de R$ 500 em presentes para a família toda


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/centro-tem-presentes-para-todos-os-gostos/
Desenvolvido por CIJUN