Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Centro vai ganhar base da GM em 30 dias

| 03/06/2014 | 00:07

Dentro de um mês o Centro de Jundiaí ganhará uma base de segurança da Guarda Municipal (GM). A princípio, 16 guardas se revezarão para garantir o policiamento 24 horas. A solução foi apresentada após inúmeras queixas de comerciantes, a respeito de arrombamentos, furtos e roubos.

Nesta segunda-feira (02) pela manha, durante reunião realizada no Paço Municipal, entre comerciantes, a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), o Sincomércio (Sindicato do Comércio Varejista de Jundiaí e Região) e a Prefeitura de Jundiaí, ficou definido que a base seria construída com investimento da CDL e do Sincomércio e a prefeitura ofereceria o apoio dos GMs.

“A intenção é envolver, ainda, a Polícia Militar e a Polícia Civil. Estamos revitalizando o Centro e acreditamos que ao trabalhar o lado social teremos reflexos no aumento de segurança também”, afirmou o secretário da Casa Civil, Zeca Pires.

De acordo com o comandante da Guarda Municipal, José Roberto Ferraz, durante o mês de maio a corporação atendeu 26 ocorrências criminais e 168 não criminais só no Centro. “Temos agido muito, mas ainda não é o suficiente. A verdade é que os crimes mudam de perfil. Por exemplo, diminuímos 5% o roubo e furto de veículos na região central, devido ao videomonitoramento. Por outro lado, aumentou em outras modalidades, como arrombamento e roubo a transeuntes.”

Ferraz reforçou, ainda, que essas ações não podem se resumir à região central. “Temos mais  bases para serem inauguradas em outros bairros, mas não para agora. Queremos dar atenção tanto aos consumidores e comerciantes do Centro, quanto aos dos subúrbios. Também queremos mais investimento em câmeras nos bairros.”

Segundo Edison Maltoni, presidente das duas entidades que representaram os lojistas, segurança tem sido um problema constante. “Em três meses fui assaltado quatro vezes. A base será mais uma garantia para os comerciantes, porque há tempos temos tido reclamações.”

O comerciante Roberto Rezende também tem sofrido com a onda de crimes. De suas cinco lojas, quatro já foram arrombadas. “Precisei investir em câmeras e mais fechaduras. Sem contar as pessoas que dormem na marquise das lojas e usam entorpecentes. Mas a prefeitura passou credibilidade nas ações que vai realizar para melhorar o Centro.”

Enrico Arkimor também está confiante com o resultado. “Tenho expectativa de que essa base resolva nossos problemas. Pela primeira vez a prefeitura abriu as portas para nos ouvir”, disse o lojista.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/centro-vai-ganhar-base-da-gm-em-30-dias/
Desenvolvido por CIJUN