Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Chuvas fazem estragos e colocam Jundiaí em estado de atenção

VINICIUS SCARTON | 05/01/2019 | 05:00

As chuvas de verão já estão fazendo estragos em Jundiaí. Somente na quinta-feira (3), a Defesa Civil de Jundiaí atendeu 12 residências e 6 pontos de alagamentos em decorrência da intensa chuva que atingiu a cidade, principalmente, as áreas periféricas, chegando a marca de 110 mm em um período de seis horas. Seis famílias precisaram ser removidas de suas casas. Em razão do grande volume, o município saiu do nível de observação e ingressou no nível de atenção, dado que o acumulado de chuva em 72 horas superou os 80 mm, conforme estabelecido no Plano Preventivo de Defesa Civil (PPDC).

Os bairros da Roseira, Caxambu, Rio Acima, Toca, Mato Dentro e Champirra foram os mais afetados. Durante a tempestade, muitos leitores do Jornal de Jundiaí se manifestaram pelas redes sociais informando as condições do bairro Santa Clara, Jardim Tarumã e Colônia. Em nota, a Defesa Civil e a Prefeitura de Jundiaí explicam que vistoriaram os locais mais críticos ainda durante a noite e madrugada para avaliação preliminar. “Este volume de chuva representa 1/3 do esperado para todo o mês de janeiro. A velocidade máxima registrada do vento foi de 34 km/h. Seis famílias foram removidas e pernoitaram em casas de parentes”, detalha a nota.

Já na região central de Jundiaí, o volume de chuva foi menor, em média de 25 mm, e não causou maiores transtornos.
Equipes da Defesa Civil e demais órgãos da Prefeitura realizaram na manhã de sexta-feira (4) vistorias aos locais mais afetados, adotando providências necessárias.

RESGATE DE PASSAGEIROS
A chuva também alagou a estrada que liga Jundiaí e Jarinu. Por volta das 0h15 da madrugada de sexta-feira (4), após informações via 190 de que um ônibus da linha Atibaia, com cerca de 28 passageiros, entre mulheres, crianças e homens, estava ilhado na estrada Natal Lorencine, sentido Jundiaí-Jarinu, os soldados Cleon e Arilando se deslocaram até o local para prestar apoio aos usuários.

Como a viatura da Polícia Militar não conseguia chegar até o ônibus por conta do alagamento e a forte correnteza, a equipe utilizou um caminhão para chegar aos passageiros, porém não foi possível parar o veículo próximo. O resgate só foi possível com auxílio de um agente de trânsito, identificado como Pedro, que utilizou uma corda para chegar até o ônibus.

Mesmo com a água acima da cintura e a forte correnteza, os agentes conseguiram chegar até o ônibus e realizar o resgate dos passageiros. Ainda no período da madrugada desta sesta-feira, leitores e internautas do Jornal de Jundiaí seguiam trazendo informações sobre as chuvas que atingiam cidades da região, como: Jarinu, Cabreúva, Campo Limpo Paulista e Várzea Paulista. Em Louveira, por exemplo, a chuva atingiu a região central e o novo trecho próximo à rodovia Romildo Prado ficou alagado.

O gestor da Defesa Civil de Jundiaí, João Osório Gimenez Germano afirmou que, desde o ano passado, com o fim da Operação Chuvas de Verão 2018, uma série de ações foram realizadas em diversos bairros da cidade e locais que necessitavam de maior cuidado, como: o Jardim Tulipas e Santa Gertrudes. Segundo Gimenez, por meio deste plano de ação, o trabalho foi voltado para que o volume de água tivesse vazão. “E, agora em 2019, o foco é o mesmo, reforçando a importância do descarte correto do lixo, que minimiza a quantidade de ocorrências de alagamentos”, comenta.

O gestor reforça que no verão e, por conta do calor, é comum no final de cada dia, a possibilidade de chuvas isoladas pela cidade. “Por isso é fundamental que os cidadãos limpem as calhas, ralos de quintais e fiquem atentos às enxurradas. Além disso, é importante saber onde as caçambas estão colocadas e se a passagem de água na sarjeta não está sendo obstruída, bem como, onde os materiais de construção são descarregados”, alerta. Gimenez explica que os moradores devem ficar atentos aos dias de coleta de lixo em seus bairros.

SERVIÇOS
A Defesa Civil monitora todos os bairros de Jundiaí. Para mais informações, a população pode entrar em contato pelo telefone 199. Também é possível receber alertas e avisos climáticos da Defesa Civil enviando uma mensagem de texto com o Código do Endereçamento Postal (Cep) para o número 40199 (serviço gratuito e imediato).

ESTRAGO DA CHUVA NA ESTRADA DA ROSEIRA NO CAXAMBU


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/chuvas-fazem-estragos-e-colocam-jundiai-em-estado-de-alerta/
Desenvolvido por CIJUN