Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Cidades do AUJ em alerta para maculosa e dengue

GUILHERME BARROS | 12/10/2019 | 09:00

Louveira confirmou esta semana mais uma morte por febre maculosa. Trata-se de um homem de 54 anos, que residia no bairro Leitão. O óbito foi registrado em setembro e só agora confirmado pela Secretaria de Saúde do município. O primeiro caso havia sido em fevereiro deste ano.

A doença, proveniente de uma bactéria transmitida pela picada do carrapato estrela, muito comum em região com capivaras, entra no radar de alerta das cidades do Aglomerado Urbano de Jundiaí (AUJ), assim como o sarampo e os casos de dengue, este último que passa por monitoramento durante o ano todo pelas equipes de vigilância epidemiológica.

Um levantamento feito pelo Jornal de Jundiaí mostra a atual situação dos casos das três doenças nas cidade que compõem o AUJ. A única a não divulgar os dados até o fechamento desta edição foi Louveira.

Em Jundiaí, a Unidade de Gestão de promoção de Saúde (UGPS), informa que registrou, entre 1º de janeiro e 11 de outubro, 2874 casos confirmados de dengue, sendo um óbito. A febre maculosa, por sua vez, teve 36 notificações e um óbito, ainda considerado como suspeito. Sobre o sarampo, dos 52 casos positivos, nenhum óbito foi registrado até o momento.

Várzea Paulista registra, em 2019, 73 casos suspeitos de sarampo, sendo dois deles confirmados. No ano passado, o município não registrou nenhum caso da doença. Sobre a febre maculosa, a Secretaria de Saúde informa que dois casos estão sob análise. A dengue registra 678 casos no total.

A Coordenadoria de Vigilância em Saúde de Campo Limpo Paulista informa que nenhum caso de febre maculosa foi registrado no município. O Sarampo é responsável por 5 ocorrências e a doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti tem até agora 142 casos confirmados.

Itupeva informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que vai atualizar os dados sobre a dengue na próxima semana. Até agora, a cidade não registrou nenhum caso de febre maculosa e um caso de sarampo.

Em Jarinu, 30 casos de dengue foram confirmados, sendo 14 deles adquiridos no município (autóctones).

Onze deles foram contraídos em outras cidades, e cinco ainda estão por confirmar a origem. O Sarampo tem um caso confirmado, e a febre maculosa não tem registro de ocorrências.

Por fim, dos 171 casos suspeitos de dengue em Cabreúva, 34 deles foram dados como positivos. A cidade ainda registrou dois casos de sarampo e até o fechamento desta edição, não informou os números sobre a febre maculosa.


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/cidades-do-auj-em-alerta-para-maculosa-e-dengue/
Desenvolvido por CIJUN