Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Cijun vai humanizar a Cidade Digital

ARIADNE GATTOLINI | 06/10/2019 | 05:01

Câmeras GoPro instaladas nos caminhões de lixo vão mapear os buracos nas ruas, a falta de pintura na sinalização viária será detectada por sensores e até mesmo o acesso de pessoas às escolas municipais e Unidades Básicas de Saúde (UBSs) terá reconhecimento facial. Quem pensa que estamos diante do cenário de um filme de ficção científica, mal pode imaginar os projetos que estão sendo desenvolvidos na Companhia de Informática de Jundiaí (Cijun) e o quanto Jundiaí já avançou rumo à Cidade Digital.

Até o final do ano, Jundiaí estará coberta por 370 km de fibra ótica, isso garante acesso digital entre todos os prédios públicos, facilitando processos nas áreas de saúde e educação, prioritariamente. Os cidadãos também desfrutam de wi-fi em praças, prédios e áreas públicas comuns.

Com a instalação de mais 170 câmeras, totalizando 340, o município todo será coberto pela vigilância eletrônica. Até mesmo a frota de ônibus já conta com câmeras para ampliar a segurança dos cidadãos.

Rumo a Jundiaí 2050, a transformação impressa na tecnologia foi aliada à vontade de garantir transparência à governança pública. “Todos os processos internos e administrativos foram revistos, o que culminou com a vinda do novo 156 e do Balcão do Empreendedor, que será lançado até o final deste ano”, afirma o diretor-presidente, Amauri Marquezi de Luca.

O novo Balcão do Empreendedor dará celeridade a processos que antes dependiam de análise humana. Com a informatização e padronização dos sistemas, a aprovação, emissão de certidões e outros processos serão mais rápidos e eficientes.

O ecossistema de inovação passou a atingir todas as entidades públicas de Jundiaí, como a TVTEC, FMJ, ESEF, Educação, incubadora de empresas, com a missão de incorporar a tecnologia à sua missão.

“Temos foco em empregabilidade e sabemos que o Brasil tem um vácuo de mão de obra em TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação). Por isso, nosso incentivo a reposicionar todos os nossos atores para a empregabilidade futura”, afirma Marquezi que também é coordenador da Aceleradora Pública de Geração de Renda.

Além do mercado de trabalho, a Cijun tem a missão de humanizar a cidade. O que pode parecer um contrassenso para a tecnologia, para a atual administração só faz sentido usar as ferramentas para melhorar e facilitar a vida do munícipe, que pode se manter focado em sua atividade-fim e não mais na burocracia.

O próprio aplicativo da Prefeitura de Jundiaí mostra isso. Através dele, é possível agendar consultas nas UBSs, verificar a colocação de vagas em creches, ter acesso a diversas plataformas de serviços e interagir com a prefeitura. O totem Guardião da Saúde, implantados nas UBSs, PAs e Clínica da Família trazem em tempo real a situação dos locais, a avaliação e reclamação dos usuários. Um painel instalado no gabinete do prefeito Luiz Fernando Machado tem acesso imediato às necessidades.

O empoderamento das pessoas com a tecnologia garante maior responsabilidade com os gastos públicos e eficiência ao serviço prestado. E, se você pensa que a GoPro para os buracos de rua é mesmo ficção, a prova-conceito já é demonstrada pelos painéis da empresa.


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/cijun-vai-humanizar-a-cidade-digital/
Desenvolvido por CIJUN