Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

COLUNA DO MARTINELLI: Para tudo terminar em Pizza…

JOÃO CARLOS JOSÉ MARTINELLI | 07/07/2019 | 05:00

Se existe um prato que é quase uma unanimidade nacional na aceitação é a pizza. Elaconsiste numa preparação culinária em forma de um disco de massa fermentada de farinha de trigo, regado com molho de tomates e coberto com ingredientes variados, tudo assado em forno.

A sua história é antiga e começa na Roma de César, antes da Era Cristã. Conta-se que os nobres dessa época comiam o pão de Abraão, uma massa de farinha, água e sal, que vai ao forno bem forteao qual se acresciam erva e alho. Por outro lado,ela era um alimento de pessoas humildes do sul da Itália, quando, próximo do início do primeiro milênio, surge o termo “picea”, na cidade deNápoles, considerada o berço dessa iguaria.

A fama da receita correu o mundo e chegou ao Brasil por meio dos imigrantes italianos é hoje pode ser encontrada facilmente na maioria das cidades do país. Desde 1985 é comemorado no Estado de São Paulo, o Dia da Pizza, instituídopor Caio Luís de Carvalho, então Secretário de Turismo e por ocasião de um concurso estadual que elegeu as dez melhores receitas de “mussarella” e “margherita”. Empolgado com o sucesso do evento, escolheu a data de seu encerramento, 10 de julho, como oficial dodelicioso produto alimentar.

Especialmente na capital que tem uma grande colônia italiana, o seu consumo é grande e sofisticado, constituindo no ato de pessoas se reunirem em torno dela com frequência, por alguma comemoração ou efetivação de eventual acordo. Deste costume, surgiu a expressão, comumente usada no país, “terminou em pizza”,associando um processo que envolva ações de ética ou legalidade duvidosa a esta celebração e quando apenas alguns dos envolvidos de menor importância são penalizados ou exista um movimento de acomodação.

Independente deste fato aético praticado comumente por políticos no Brasil, ela é um prato delicioso, bastante consumido a ponto de hoje existirem até tipos doces. E apesar de apreciada em todo o país – estive recentemente na Praia do Forte na Bahia e surpreendi-me com o elevado número de pizzarias – a pizza é mesmo uma mania, loucura e paixão típica de paulistano.Tanto que antigamente mais restrita aos fins de semana, ao domingão, ou àquela sexta-feira em que se está com preguiça de fazer o jantar, hoje não tem dia e nem hora pra ser degustada. E esse gosto foi consolidado também em Jundiaí, com um grande número de apreciadores e casas especializadas afins, que mesmo diante da crise financeira dos últimos tempos, mantiveram-se com bom movimento.

13 de julho. DIA MUNDIAL DO “ROCKAND ROLL”

Na realidade, esse gênero musical, que tem milhares de adeptos até hoje, além de sua força artística, guarda uma simbologia revolucionária muito forte, representativa de uma sociedade mais justa, igualitária e livre. E mais do que nunca é preciso sonhar, participar e modificar as estruturas equivocadas dos sistemas reinantes e buscar a solução dos conflitos em geral. ​E com certeza, o rock deverá estar sempre presente, com seu canto e encanto.

JOÃO CARLOS JOSÉ MARTINELLI é advogado, jornalista, escritor e professor da Faculdade de Direito do Centro Universitário Padre Anchieta de Jundiaí. Ex-presidente das Academias Jundiaienses de Letras e de Letras Jurídicas (martinelliadv@hotmail.com)


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/coluna-do-martinelli-para-tudo-terminar-em-pizza/

Notícias relacionadas


Desenvolvido por CIJUN