Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Com 46 notificações no AUJ, serviços paralisam

Kátia Appolinário | 17/03/2020 | 05:00

Com 234 casos de coronavírus confirmados no Brasil, sendo São Paulo responsável por mais da metade dos casos (152), o ‘estado de alerta’ se torna ainda mais presente nas cidades do interior. Até o final da tarde desta segunda-feira (16), as sete cidades do Aglomerado Urbano de Jundiaí (AUJ) já contabilizavam 46 notificações para o covid-19. Dentre essas, 38 notificações pertencem a Jundiaí, sendo que 34 casos aguardam resultado e quatro registros já foram descartados: não há casos confirmados no AUJ.

O Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC) se reuniu pela terceira vez no Paço Municipal no final da tarde de ontem e desta vez para informar que a cidade vive um momento de contenção do vírus e por isso algumas atividade serão suspensas, principalmente na área da educação e da cultura.

Na tentativa de evitar sua propagação, o prefeito Luiz Fernando Machado alega que o principal intuito é formar um cinturão de proteção no município. “Nós estamos entre duas cidades que já manifestaram a contaminação por via coletiva, como São Paulo e Campinas, ou seja, estamos exatamente no centro do eixo. Por isso fazemos um convite para que a cidade se mobilize para que não sejamos contaminados por esse vírus”, alerta ressaltando sobre a importância do isolamento social neste momento.

Para contribuir para que os munícipes permaneçam em suas residências, os principais serviços que envolvem aglomerações urbanas foram suspensos. As escolas da rede municipal de ensino terão suas atividades paralisadas por tempo indeterminado a partir da próxima segunda-feira (23), mas de hoje (17) a sexta-feira (29) será facultativo o envio para que os pais se programem melhor. “Falamos aqui de 38 mil crianças que estão sob a nossa responsabilidade, além de mais de 300 transportadores escolares que circulam na cidade com essas crianças e 3.980 servidores de educação, ou seja, falamos de um enorme contingente populacional que se desloca para a promoção da educação das nossas crianças”, ressalta o prefeito.

De acordo com a gestora de educação, Vasti Ferrari Marques, a medida é em prol da segurança das crianças. “As crianças de zero a seis anos são mais vulneráveis, pegam resfriados com facilidade e estão sempre muito juntos. Por conta disso iremos paralisar desde a educação infantil 1 ao ensino fundamental 2. Contamos também com a compreensão dos pais para que evitem festas e encontros com grupos muito grandes”, explica.

Além das escolas, clubes esportivos, teatros, bibliotecas públicas, museus e o Poupatempo ficarão temporariamente fechados.

Casos no AUJ
Logo após Jundiaí, a cidade de Cabreúva é a que mais registra notificações de coronavírus. Com cinco casos suspeitos, o município também aderiu à paralisação dos eventos sociais, educacionais, esportivos e culturais.

Itupeva, por sua vez, contabiliza dois casos suspeitos e uma ocorrência descartada. Várzea Paulista possui apenas um caso suspeito que aguarda pelo resultado dos exames. Por conta disso, a presença das crianças nas EMEBs será temporariamente facultativa.

Campo Limpo Paulista ainda não possui nenhuma ocorrência registrada, e até o momento as aulas no Centro de Convivência do Idoso (CCI) foram suspensas. Em Jarinu não há casos suspeitos.

Louveira não retornou até o fechamento desta edição.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/com-48-notificacoes-no-auj-servicos-paralisam/
Desenvolvido por CIJUN