Jundiaí

Com a grana curta, alternativas para a roupa nova no fim do ano

BRECHO NEUSA SALVADOR PICOLOCRISTINA ZARIAS
Crédito: Reprodução/Internet
Faltando poucos dias para as festas de fim de ano, a maioria das pessoas quer garantir uma roupa nova para comemorar com a família e os amigos. Mas, o que fazer quando o dinheiro está curto? A figurinista e consultora de imagem Samantha Macedo conta que as alternativas são variadas. Desde brechós e lojas de centros populares até investir em acessórios e customizar as roupas esquecidas no guarda-roupa. “Minha primeira dica para quem não quer gastar ou gastar muito pouco é olhar para as roupas que já têm, pois sempre temos aquelas peças que usamos pouco ou sempre guardamos para aquela ocasião especial. De repente tem aquela saia esquecida lá dentro e é só investir em uma camiseta baratinha para compor um look estiloso”, explica. Samantha também indica o uso de acessórios para compor as roupas. “Uma bijuteria colorida, com brilho. Um sapato novo, uma bolsa diferente. São alternativas para quem quer usar peças novas sem gastar muito dinheiro.” Um local que está cada vez mais em evidência são os brechós. As roupas, além de serem mais baratas, ainda ajudam em um mundo mais sustentável, pois são passadas de uma pessoa para outra. Proprietárias de um brechó de Jundiaí, localizado na Chácara Urbana, Neusa Salvador Picolo e Cristina Azarias sabem bem sobre o assunto. Com cinco anos de existência, é um dos pioneiros na cidade e sempre garante opções de roupas para todas as estações e ocasiões, inclusive as festas de fim de ano. “Normalmente as pessoas vêm em busca de preços melhores. É o pensamento consciente, pois tudo isso aqui tem uma vida nova quando vem para cá. Além da sustentabilidade, a pessoa ainda economiza e garante roupas novas”, conta Neusa. A proprietária conta que as pessoas já estão procurando roupas para o Natal. “O que eu percebo é que a procura ainda não é para presentear, mas sim para uso próprio. As vendas cresceram cerca de 30%”, relata. Consumidora assídua dos brechós, Elisabeh Boheme conta que prefere comprar roupas em brechós por vários benefícios. “Em shopping preciso ir em 10 lojas para achar algo que me sirva. Além disso, para o meu tipo de corpo, as roupas de brechós servem melhor e eu sempre encontro mais variedades”, explica. Tendência Para 2020, de acordo com a figurinista, a tendência é a cor verde. “Será um ano de muito trabalho. Para quem acredita em simbologias, a recomendação é passar o réveillon de verde. Seja uma peça de roupa, um acessório, sapato ou até mesmo o look completo”, diz.

Notícias relevantes: