Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Com menos agências, mais filas nos Correios

Nathália Sousa | 04/07/2020 | 05:00

As filas em frente às agências dos Correios em Jundiaí parecem já compor a fachada dos prédios e fazer parte do ‘novo normal’. O atendimento de forma reduzida e as restrições para quem entra nas unidades têm favorecido o acúmulo de filas nas unidades que permanecem abertas, mas outro fator que favoreceu a aglomeração foi o fim das atividades das agências da Vila Arens e do Paineiras Shopping.

Para quem precisa utilizar os serviços, ficar em uma fila, com sol ou chuva, tem sido o grande problema. Trabalhando com vendas on-line, Ronaldo Correia Santos vai com frequência aos Correios e diz que já chegou a ficar por duas horas em pé. “Precisei vir já algumas vezes desde o início da pandemia. Eu vendo pela internet e venho postar. Tem horários que são piores. Eu já fiquei de duas a três horas na fila, mas tem melhorado”, diz.

Também vendendo on-line, Marcos Tapajóz utiliza sempre os serviços e reclama do serviço. “Venho três vezes por semana. Está um pouco mais rápido porque agora também tem fila lá dentro, mas mesmo assim ainda está grande. Podiam aumentar a quantidade de funcionários para não ter filas lá dentro. Já fui na agência da Vila Hortolândia, mas a fila é grande também”, diz ele referindo-se à agência do Centro.

Isabela Lazarini precisa ir aos Correios todo mês para fazer postagens para a empresa onde trabalha. “Já era ruim e ficou pior. Todo mês eu preciso vir e já era bem demorado. Agora, pelo menos, a pessoa entra e já sai porque não pode ficar lá dentro. Está melhor a proteção, mas o atendimento está pior”, comenta ela.

Já Rafaela Rodrigues foi aos Correios para realizar uma retirada. “Vim buscar uma encomenda. Falaram que iam entregar na minha casa, mas não foram. É a segunda vez que preciso vir desde o início da pandemia. Isso é ruim agora, ter de vir buscar”, diz ela, sobre a exposição de ir ao local.

Procurado, os Correios informam que neste período tem reforçado o controle do fluxo de atendimento e organizado os clientes de modo a manter a distância recomendada. A empresa alega que em Jundiaí, as unidades continuam realizando as quantidades de tentativas de entrega previstas para os serviços contratados.

Mesmo com o aumento no volume de postagens e a redução de pessoal, redirecionou aqueles pertencentes ao grupo de risco para o trabalho remoto. A empresa reitera que trabalha para viabilizar a continuidade de suas atividades e lamenta eventuais transtornos, neste momento de adversidade e adaptação de todos os setores da sociedade.


Leia mais sobre | | | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/com-menos-agencias-mais-filas-nos-correios/
Desenvolvido por CIJUN