Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Combate aos ‘pancadões’ na região vai continuar

FÁBIO ESTEVAM | 24/09/2019 | 05:00

Guardas municipais e policiais militares promoveram nas noites de sexta-feira (20), sábado (21) e domingo (22) operações conjuntas para impedir dois bailes funk no Jardim São Camilo, em Jundiaí. As ações foram orquestradas depois de monitoramento das respectivas equipes de inteligência durante a semana.

No sábado, em meio à operação, uma equipe de PMs apreendeu drogas e uma balança de precisão com um traficante que correu ao ver os policiais, mas acabou preso.

Ações semelhantes também estão sendo implantadas pelas corporações em Campo Limpo Paulista e Várzea Paulista.

Segundo a PM e as Guardas das três cidades, as ações vão continuar tão logo haja denúncias sobre a realização das festas, e têm o intuito de evitar perturbação de sossego da população em geral e inibir o tráfico de entorpecentes, bem como o consumo de álcool e drogas por crianças e adolescentes.

A equipe que prendeu um traficante na Rua Pedro Latance encontrou 396 porções de maconha (além de dois pedaços da droga, pesando 30 gramas) e 51 frascos de lança-perfume.

Os militares voltaram ao bairro no sábado, desta vez sem a Guarda. No domingo, porém, a PM participou apenas à distância e de sobreaviso. Se a presença da GM não fosse suficiente para impedir o baile, a PM seria chamada para subir o morro com a equipe de Controle de Distúrbios. Não foi necessário.

De acordo com Paulo Giacomelli Stel, gestor de Segurança Municipal, as ações vão continuar. “Estamos sempre monitorando possíveis eventos. Mas é difícil combater todos. De qualquer forma, se recebermos denúncia, vamos montar novas operações, seja no São Camilo ou em qualquer outro bairro”, disse ele.

“E nós temos recebido, sim, muitas denúncias de munícipes quanto a esses pancadões. Outras, porém, são apenas de pequenas reuniões, em que um cidadão liga o som alto do carro dele e acaba ocorrendo uma aglomeração de pessoas”, explicou, ressaltando que a população deve ligar para a Guarda (156) e PM (190) para denunciar a organização dessas festas, com tempo para que haja a mobilização das forças policiais.

Polícia Militar
O Comando do 49º Batalhão informou que são feitas constantemente Operações para inibir pancadões juntamente com o apoio de demais órgãos de Fiscalização, tendo como alvo de fiscalização todos os comércios, sem exceção, sendo todos fechados às 22 horas.

As Operações têm a finalidade de evitar que ocorram os Pancadões, ou seja, preventivas em relação à perturbação do sossego público e ao tráfico de drogas.

A corporação informou ainda que há aproximadamente seis meses não tem recebido solicitação de impedimento desse tipo de evento por parte da Vara da Infância e Juventude.

Em Várzea o baile era estratégia para vender drogas

No Jardim Paulista, em Várzea Paulista, no ano passado, policiais prenderam o principal organizador dos ‘pancadões’ que estavam sendo realizados no bairro. Com ele foram apreendidos drogas e arma e munições.

A operação contou com apoio da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Jundiaí, para quem o criminoso confessou que o baile era uma estratégia de uma facção criminosa para elevar as vendas de drogas no bairro.

Uma pesquisa das equipes participantes durante mais de 20 operações em Várzea em 2018 mostrou que cerca de 90% dos presentes eram menores de idade e algo próximo de 80% não residiam na cidade, sendo a maioria vinda de cidades vizinhas, como Campo Limpo Paulista, Jundiaí, Itupeva, Louveira, além de Campinas, São Paulo e até da Praia Grande, no litoral.

Uma mulher trazia ainda uma caravana de Itatiba para participar do evento.

De lá para cá os eventos cessaram, pelo menos no que diz respeito a grandes bailes.

Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura de Várzea, em todos os finais de semana viaturas da Guarda são deslocadas para o bairro para inibirem os eventos, o que vem surtindo bons resultados.

Campo Limpo
Em Campo Limpo Paulista os bailes costumavam ocorrer principalmente no bairro São José.

Segundo moradores os eventos continuam acontecendo, porém mais fracos, sobretudo depois de ações da PM e GM.

Contudo, segundo apuração da reportagem, um “pancadão” está marcado para o próximo dia 27. A PM informou, porém, que ainda não tem conhecimento do evento. A Prefeitura informou também que a Guarda Municipal, Departamento de Trânsito e Transportes e Fiscalização do Comércio tem feito, em parceria com a Polícia Militar, diversas ações conjuntas nos bairros nos quais há reclamações de som alto e pancadões, inclusive com a aplicação de multas.

Ainda segundo a prefeitura, o trabalho é preventivo e ocorre quando quando há acionamento por parte dos munícipes. As situações envolvendo crimes são conduzidas e apresentadas junto à delegacia de polícia de Campo Limpo Paulista.


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/combate-aos-pancadoes-na-regiao-vai-continuar/
Desenvolvido por CIJUN