Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Comércio espera aumento de 5% nas vendas e terá horário especial

COLABORAÇÃO DE MARIANA CHECONI | 07/08/2019 | 05:02

Com a proximidade do Dia dos Pais, celebrado no próximo domingo (11), o comércio de Jundiaí já começa a perceber aumento nas vendas. A data é considerada a terceira melhor para as vendas, atrás apenas do Natal e Dia das Mães.

Segundo uma pesquisa informal realizada pelo Sindicato do Comércio Varejista de Jundiaí e Região (Sincomercio), em Jundiaí os lojistas estão otimistas com a data e esperam aumento nas vendas entre 3 a 5%, em comparação com o ano anterior. “É uma projeção dentro da realidade econômica”, afirma Edison Maltoni, presidente do Sincomercio. Ainda de acordo com o presidente, o valor médio que os filhos querem gastar com o presente está na faixa de R$ 150. “As roupas correspondem a maior parte das intenções de compra para a data, seguidas de perfumes e cosméticos, calçados e acessórios, como meias, cinto, óculos, carteira e relógio. Além disso, aqueles kits de churrasco com facas e copos de bebida estão sendo muito procurados”, cita Maltoni.

De acordo com o gerente de uma loja de roupas sociais masculinas, Antônio José Blasques, o movimento tende a aumentar a partir de hoje. “O pessoal está recebendo o salário agora, então acredito que mais para o fim de semana venham comprar os presentes. Além disso, é costume dos brasileiros deixar para a última hora”, afirma.

O jovem Victor Vali de Godoi conta que ainda não comprou o presente do pai, pois está esperando o salário. “Vou comprar uma camisa de presente. Ele gosta e está precisando”, afirma.

É o mesmo caso de Caio Bianchi Alves, que escolheu um calçado para presentear o pai. “Tem que agradar. Ele merece, ainda mais em datas especiais”, conta.

Matheus Guilherme da Silva Santos, gerente de uma loja de calçados, conta que já notou um aumento na venda de produtos masculinos na loja, em especial sapatos sociais e sapatênis. Além disso, ele admite que ainda precisa comprar o presente do pai. “Vou comprar roupa para ele, mas pela internet, pois a que eu quero dar não tem na loja física. Espero que chegue a tempo”, brinca.

Horário Especial
Para atender os consumidores, o comércio de rua poderá estender seu horário de funcionamento na sexta-feira (09) até as 22h (opcional). No dia 10, o horário de atendimento é até 18h, inclusive por ser primeiro sábado após o quinto dia útil.

Outras Capitais
Segundo levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) nas 27 capitais brasileiras, 67% dos consumidores pretendem ir às compras por conta do Dia dos Pais. A taxa representa um aumento de seis pontos percentuais em relação a 2018. O valor que os entrevistados pretendem gastar será, em média, R$ 189,98, R$ 41 a mais do que em 2018.


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/comercio-espera-aumento-de-5-nas-vendas-e-tera-horario-especial/
Desenvolvido por CIJUN