Jundiaí

Confira as mudanças no trânsito de Jundiaí de 1º a 3 de novembro


movimentacao_onibus-273-1280x854
Crédito: Reprodução/Internet
A Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT) de Jundiaí promoverá, entre 1º e 3 de novembro, algumas modificações no trânsito da cidade nas ruas próximas aos cemitérios. Vias serão interditadas das 6h às 18h, com o objetivo de melhorar o fluxo de veículos nas redondezas em função dos eventos do feriado de Finados (no dia 2). Na área central, no entorno do Cemitério Nossa Senhora do Desterro, a Avenida Henrique Andrés estará interditada nos dois sentidos, entre as ruas Anchieta e Prof. Luiz Rosa, na entrada principal do Cemitério do Desterro. O trecho da Henrique Andrés ao lado do estacionamento dos Vicentinos (ao lado do Velório Adamastor Fernandes) estará liberado apenas para quem desce em direção à Rua Campos Salles. Nesse local, serão ampliadas as vagas de estacionamento em 45 graus da Av. Henrique Andrés e será permitido utilizar os dois lados da via. Quanto ao Cemitério Nossa Senhora do Montenegro, no Jardim do Lago, a Avenida Dr. Nelson Villaça permanecerá interditada nos dias 1º, 2 e 3 nos dois sentidos, entre as ruas Embu e Leme. A operação dos ônibus que passam no entorno dos cemitérios também será alterada. Assim, as linhas 962, 972 e 503 terão desvios no trajeto: – linhas 962 e 972 (sentido Terminal Cecap – Terminal Central): seguirão itinerário até a Av. Antônio Segre, passando pela Rua dos Bandeirantes, Av. Henrique Andrés e Rua Campos Salles, seguindo itinerário até o Terminal Central. – linha 503 (Terminal Vila Arens – Parque Cidade Jardim I): seguirá itinerário até a Rua Alegrete, passando pelas avenidas dos Expedicionários e Dr. Nelson Vilaça, seguindo itinerário normal. No sentido Parque Cidade Jardim I – Terminal Vila Arens, a linha 503 seguirá itinerário até a Av. Dr. Nelson Vilaça, passando pela Av. dos Expedicionários e ruas Alegrete e Benedito Souza Costa até o Terminal Vila Arens. A linha 500 (Vila São Paulo – T. Vila Arens) será monitorada, e se necessário, terá reforço com partidas extras. A UGMT ressalta ainda que os itinerários poderão ser alterados mediante a liberação das vias.

Notícias relevantes: