Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Consulta com ginecologista é a mais procurada na rede pública de saúde em Jundiaí

VINÍCIUS SCARTON - vscarton@jj.com.br | 13/03/2018 | 03:59

A Prefeitura de Jundiaí divulgou recentemente que 53% dos atendimentos da rede de saúde são direcionados ao público feminino, totalizando 302 mil mulheres, a partir do cadastro geral de 570 mil pessoas. As consultas com ginecologistas e obstetras são as mais procuradas pelas mulheres do município, sendo uma média de 6,5 mil consultas no último trimestre. Entre os procedimentos mais procurados pelas mulheres de Jundiaí se destaca o exame de citologia oncótica, mais conhecido como exame de Papanicolau, que previne o câncer de colo de útero e deve ser realizado por todas as mulheres com vida sexual ativa.

Segundo a prefeitura, a média de atendimento feminino na rede de Jundiaí no último trimestre foi de 3 mil exames numa oferta de 4 mil/mês. Além do exame de Papanicolau, a média de atendimento foi de 1,9 mil mamografias, sendo que a oferta é de 2,5 mil/mês. Os procedimentos são feitos diretamente nas UBSs, onde são realizados acompanhamentos de rotina. Já nos Pronto Atendimentos (PAs), atendimentos de urgência e no Hospital Universitário (HU), casos de emergência, partos e cirurgias eletivas, além de serviços no Ambulatório da Saúde da Mulher.

Dados do HU
O Hospital Universitário é uma referência materno-infantil de alta complexidade em Jundiaí e o coordenador do serviço de Ginecologia e Obstetrícia, Juan Carlos Melgar afirmou que o trabalho de assistência ao parto é o mais utilizado pelas mulheres. “Nesta área são realizados partos normais, por fórceps e cesáreas”, diz. A unidade realiza em média 350 partos por mês, aproximadamente 4.200 novos jundiaienses a cada ano. A partir destes dados, o hospital reforça que 81,16% são gestantes de Jundiaí. Nesta escala dos principais atendimentos do HU, o Serviço de Assistência à Mulher com Doenças Ginecológicas aparece na segunda posição. “Neste campo são realizadas internações para procedimentos cirúrgicos, como: cirurgias no útero, no colo do útero, cirurgias de ovário e mamárias”, explica.

As internações de pacientes grávidas que apresentam algumas intercorrências durante a gestação também são bastante solicitadas. “As gestantes podem ser internadas para controle clínico de doenças hipertensivas, diabetes gestacional, infecções urinárias, trabalho de parto prematuro, gestantes com ruptura prematura das membranas, entre outras.” Sobre o acolhimento no HU, Melgar explicou que tudo é iniciado na recepção do Pronto Socorro. “No local é solicitado o preenchimento de uma ficha e a triagem é necessária para efetuar o atendimento.” O Pronto Socorro de Ginecologia e Obstetrícia atende separadamente as gestantes e as pacientes com problemas ginecológicos. “O PSGO atende em média 130 pacientes por dia, 3.200 a cada mês e oferece assistência emergencial para cerca de 38.400 mulheres ao ano.”


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/consulta-com-ginecologista-e-a-mais-procurada-na-rede-publica-de-saude-em-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN