Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Consumidores correm às compras nos supermercados

MARIANA CHECONI | 18/03/2020 | 05:00

Mercados lotados antes mesmo das portas se abrirem, carrinhos cheios e prateleiras vazias com reposição à todo vapor. Esse é o cenário encontrado em boa parte dos supermercados de Jundiaí depois da informação sobre o aumento nos registros de casos, mesmos suspeitos, do novo coronavírus na Região.

Mesmo com as informações de que não há perigo de desabastecimento de alimentos nas prateleiras, alguns supermercados da cidade permaneceram lotados o dia todo. A Associação Brasileira de Supermercados (Abras) afirma que não há risco de falta de alimento nas lojas do país e que por enquanto não foi identificado nenhum problema de desabastecimento, mas sim, de reposição, devido ao maior número de clientes em algumas lojas, no final de semana.

O gerente-adjunto de um supermercado da cidade, Mário Martins, conta que desde a última sexta-feira (13), as vendas aumentaram muito. “Não temos os números exatos, mas acredito que cresceu 100%. Na última segunda-feira (16), por exemplo, as filas estavam enormes e os consumidores já estavam na porta antes da unidade abrir. Isso em uma segunda, que sempre é o dia mais sossegado. Apesar da alta procura, nenhum produto está em falta e não vai faltar. Tirando o álcool, que é geral, nenhum produto alimentício ou de higiene vai acabar. Inclusive, estamos orientando os consumidores a manterem a calma e estarem cientes que não se desesperem e comprem além do necessário”, explica Martins.

Aos 71 anos, Inês Darbello, usou a tarde de ontem (17) para fazer algumas compras. Preocupada, segue realizando os cuidados necessários. “A gente se preocupa. Ainda mais pela idade. Eu não saio mais sem álcool em gel, inclusive cheguei ao mercado e já passei no carrinho. Não acredito que vá faltar alimentos, por isso não estou fazendo uma grande compra”, conta.

Já Roberto Gotardi, de 68 anos, conta que fez a compra normal do mês, mas alguns produtos foram em maior quantidade para um reforço. “É uma situação que preocupa, mas temos que esperar passar e seguir acompanhando as notícias e recomendações para que não piore. Acho que não há motivo para pânico. Por exemplo, tentei ir em um atacado da cidade e não consegui nem entrar. Isso é exagero”, afirma.

Segundo a Abras, entre os produtos mais adquiridos nessas lojas nos últimos dias, estão macarrão, molho de tomate, azeite, sal, bolacha, torrada, além de produtos de limpeza e de higiene, com destaque para o papel higiênico, e álcool gel. “O setor supermercadista brasileiro opera com normalidade. Portanto, a população não precisa se preocupar, os supermercados estão preparados, inclusive, para aumentar o abastecimento, caso necessário, como já acontece em datas sazonais”, afirma um trecho da nota.

Inês Darbello não comprou para estocar, mas toma os devidos cuidados

 

Roberto Gotardi encontrou mercados lotados, fez a compra do mês com reforço


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/consumidores-correm-as-compras-nos-supermercados/
Desenvolvido por CIJUN