Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Contraste de temperaturas marca mudança de estação

THIAGO AVALLONE | 24/09/2019 | 05:00

A primavera começou às 04h50min de ontem (23), e termina a 01h19min de 22 de dezembro. Além de ser conhecida pelo florescer das árvores e flores, a estação também é marcada pela chegada das chuvas e o aumento da temperatura.

Na semana passada, ainda final do inverno, o tempo quente e seco chamou a atenção da população. O calor e a escassez de nebulosidade foram causados por um bloqueio atmosférico que deve estar muito presente neste início de primavera. O contraste das altas temperaturas e a entrada de uma frente fria provoca a formação de tempestades severas, evento que deverá se repetir ao longo desta estação.

Período considerado de renovação na natureza, a estação provoca manifestações dos animais, que reagem ao fim da seca e início das chuvas. O aumento da umidade e da temperatura interferem diretamente no comportamento das aves que, incentivadas pela fartura de alimento, iniciam o período reprodutivo.

“Frutas em abundância chamam atenção de algumas espécies frugívoras. O auge da floração agrada espécies como os beija-flores e aumenta o número de insetos, provocado pelo início das chuvas, beneficiam as aves insetívoras”, explica a Biologa Débora Cristina Crispim.

A condição oceânica que favorece a persistência de bloqueios atmosféricos na costa leste auxiliará no tempo seco. Esta condição deverá mudar no fim de novembro.

A presença de massa de ar seco no oceano e próximo à Região Sudeste, vai promover aumento da amplitude térmica e sensação de calor. As máximas ficam próximas dos 30 º C. O ápice do calor será no sábado (28). A umidade do ar pode ficar abaixo dos 20%.


Leia mais sobre
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/contraste-de-temperaturas-marca-mudanca-de-estacao/
Desenvolvido por CIJUN