Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

CPTM registra aumento de passageiros durante protesto dos caminhoneiros

VINÍCIUS SCARTON | 07/06/2018 | 05:10

Em maio deste ano, a média útil de usuários na Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) foi de 2.979.423, uma elevação de quase 2% em comparação com o mês de abril, que foi de 2.924.151. Os números incluem o trecho de Jundiaí-São Paulo. O período coincidiu com a paralisação dos caminhoneiros em todo o país, o que acabou tornando o transporte ferroviário a melhor alternativa para muitas pessoas que costumam utilizar outros meios de locomoção. Como a estudante Laís Mathiaci, de 23 anos. “No auge da paralisação, em vez de gastar muito dinheiro com a gasolina, já que os preços praticados eram muito altos, optei por utilizar o trem”, diz ela, que aprovou e continua usando eventualmente o transporte, mesmo após o fim dos protestos.

TRANSPORTE FERROVIÁRIO DE CARGAS CRESCE 50% ENTRE SANTOS E JUNDIAÍ DURANTE PROTESTOS

PREFEITURA ARTICULA A CRIAÇÃO DE CURSO DE ENGENHARIA FERROVIÁRIA

Estação de trem Jundiaí - CPTM - aumenta uso com greve dos caminhoneiros

Já o operador de empilhadeira e morador de Campo Limpo Paulista, Eduardo Oliveira, 35. conta que usou o trem para ir até o trabalho em Jundiaí. “Eu costumo utilizar ônibus, mas no período da paralisação, o trem foi a única alternativa. Em minha opinião, a viagem foi mais demorada e cansativa”, descreveu. Mesmo assim, ontem ele voltou a usar o trem para o trajeto. Luis Fernando Bueno, 30, que trabalha como operador de base em Jundiaí e reside em Franco da Rocha afirmou que no período da paralisação usou o transporte ferroviário por cinco dias. “Sem o carro, a utilização do trem foi a minha única opção. No entanto, nestes dias, o movimento foi intenso, com vagões lotados”, comentou.

De olho nessa demanda, a CPTM vem investindo na melhoria do serviço. Atualmente, está finalizando os projetos executivos de restauração e modernização da estação de Jundiaí. A previsão é que as obras da primeira fase sejam contratadas ainda neste ano, com investimento de R$ 4,5 milhões. O transporte ferroviário de cargas também registrou crescimento nesse período. Segundo o diretor de Fomento à Indústria da Prefeitura de Jundiaí, Gilson Pichioli, a ferrovia como alternativa logística foi retomada em janeiro e tem potencial para aumentar ainda mais sua atuação.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/cptm-registra-aumento-de-passageiros-durante-protesto-dos-caminhoneiros/
Desenvolvido por CIJUN