Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Cresce 35% o índice de acidentes de trânsito registrados no São Vicente

COLABORAÇÃO DE SOLANGE POLI | 28/05/2019 | 06:00

O número de acidentes de trânsito voltou a crescer em Jundiaí e região. No primeiro quadrimestre deste ano, conforme levantamento do Hospital São Vicente de Paulo, foram registrados 228 ocorrências. Houve um aumento de 35% no índice de atendimentos registrados em abril, quando comparado ao mês anterior. Foram 67 acidentes de trânsito em janeiro e 41 em fevereiro, porém em março os números tiveram nova elevação, saltando para 51, enquanto em abril foram 69 acidentes. A média é de 57 atendimentos por mês no hospital, incluindo acidentes com automóveis, motos e caminhões.
Oscar Freire de Lima, 73 anos, foi vítima de atropelamento enquanto saía de um supermercado. Ainda sem previsão de alta, acompanhado pela filha Ana Helena Freire de Lima, ele relata que estava com uma sacola na mão, quando foi jogado ao chão por um veículo. Teve fratura na face, ferimentos na cabeça e na perna direita. “Com certeza o veículo estava em alta velocidade”, lembra Ana.
Segundo Wlamir Lopes da Costa, diretor de trânsito na Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte do município, um intenso trabalho no sistema viário municipal tem como objetivo reduzir os índices, com projetos de sinalização, campanhas educativas e ações de agentes em campo para a fiscalização. “Tivemos queda de 46% no número de acidentes fatais de janeiro a abril, nas vias urbanas. No entanto, ainda estamos em alerta. No Estado de São Paulo o índice de mortes a cada 100 mil habitantes é em média 6.1%, enquanto em Jundiaí chega a 6,5%, com base no número de mortes no ano passado. Esses dados indicam a necessidade de cuidado constante, com medidas de contenção principalmente na questão da alta velocidade”, afirma. O diretor ressalta que além do excesso de velocidade e das ultrapassagens imprudentes, uma das principais causas dos acidentes continua sendo o avanço no semáforo vermelho.
Entre os locais com mais acidentes registrados em Jundiaí estão vias de grande circulação, como as avenidas Antonio Frederico Ozanam, a União dos Ferroviários, 9 de Julho, Prefeito Luiz Latorre e avenida Jundiaí.
O diretor de trânsito também aponta a avenida Odil Campos Saes com a rua Silva Jardim como um dos cruzamentos com maior número de acidentes com vítimas. “As motocicletas continuam sendo nossa maior preocupação. No balanço do ano passado, de 27 acidentes fatais, dez foram com motos, nove com pedestres e oito com automóveis, portanto 37% envolvendo motociclistas. Os acidentes são causados por uma somatória de fatores, sendo que 96% são precedidos de uma falha humana, seja por desatenção ou desrespeito às normas de trânsito”, alerta Wlamir.
No Centro de Controle Operacional da Guarda Municipal de Jundiaí, segundo o GM Severino, um dos profissionais que diariamente monitoram os pontos considerados estratégicos e mais críticos, o cruzamento entre as ruas José do Patrocínio com Vigário JJ Rodrigues é um deles. “Outro local é a rodovia Geraldo Dias, na entrada para a Vila Marlene”, cita o GM.

 

ACIDENTES MINITORADOS
OSCAR FREIRE DE LIMA
ANA HELENA FREIRE DE LIMA


Leia mais sobre
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/cresce-35-o-indice-de-acidentes-de-transito-registrados-no-sao-vicente/
Desenvolvido por CIJUN