Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Cresce número de casamentos homoafetivos em Jundiaí

VINÍCIUS SCARTON | 09/06/2018 | 04:00

Jundiaí não tem fugido à regra do Estado de São Paulo, que ocupa o primeiro lugar no ranking de lavraturas de união de pessoas do mesmo sexo. De acordo com números levantados pela reportagem nos Cartórios de Registro Civil da cidade, em 2017 foram realizados 25 casamentos homoafetivos, média de dois por mês. Neste ano, de janeiro até maio, já foram 15, média de três mensais.

CONFIRA DESTAQUES DE JUNDIAÍ

Segundo o levantamento da Central de Dados dos Cartórios de Notas do Brasil, nos primeiros cinco meses de 2018 foram oficializadas 735 escrituras declaratórias de união estável homoafetiva no país. Desse montante, São Paulo é responsável por 18% ou 134 atos do total. Para a substituta do oficial do 2º Cartório de Registro Civil de Jundiaí, Elisângela Salvador, a formalização da união é motivada por diversos aspectos. “Muitas pessoas optam por essa decisão por questões de direitos, pois desejam estar amparadas”, destaca. “Além disso, existe o desejo de regularizar a situação e não podemos nos esquecer dos motivos pessoais de cada um”, comenta.

A presidente da Comissão da Diversidade Sexual da Ordem dos Advogados do Brasil de Jundiaí, Rose Gouvea, vê esse aumento do número de uniões oficiais de pessoas do mesmo sexo na cidade como uma forma de o casal reafirmar a sua cidadania como detentor de direito ao casamento, como qualquer outro casal heterossexual. “Além disso, trata-se de uma situação em que as pessoas querem se unir, permanecer juntas e ter registrado o seu amor no papel”, afirma.

Foi o desejo de formalizar a união que motivou o casal de educadoras físicas, Nathalia Santos, de 29 anos, e Jéssica Navara Santos, de 25, a se casarem, em setembro do ano passado, após dois anos de namoro e mais um ano de noivado. “Nosso maior desejo era formalizar a união para agregar o sobrenome. Além do que, a sociedade poderia nos ver com mais seriedade”, diz Nathalia.
Ela também revela outro ponto importante. “Desejamos aumentar a família e, em breve, queremos ter um filho”, conta Nathalia, ressaltando, ainda, que neste período em que estão casadas não sofreram preconceitos, diferentemente da época do namoro.

Nathalia e Jéssica se casaram setembro do ano passado e já fazem planos para aumentar a família em breve

Nathalia e Jéssica se casaram setembro do ano passado e já fazem planos para aumentar a família em breve (Foto: Arquivo pessoal)


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/cresce-numero-de-casamentos-homoafetivos-em-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN