Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Cresce procura por produtos para feijoada

COLABORAÇÃO DE GRAZIELLY COELHO | 01/06/2019 | 05:00

Com o inverno se aproximando, a busca por pratos quentes e pesados aumenta. Símbolo da culinária brasileira, a feijoada está presente em diversas casas e restaurantes do país, sendo servida de várias formas, desde acompanhamento ou como prato principal. Por isso, cozinhar uma feijoada é uma boa alternativa para agradar a todos em um almoço especial.
De acordo com a proprietária de um açougue no Mercadão da Vila Arens, Patrícia Rigolo, a procura por peças e ingredientes para fazer a tradicional feijoada aumentou logo após o Dia das Mães, período em que a temperatura começou a cair na cidade. “Assim que virou o tempo o pessoal já começou a vir buscar os itens e as peças para fazer a receita”, explica.
Patrícia ainda conta que, neste ano, a procura está menos seletiva. “Eles querem colocar todos os ingredientes. Esse ano, diferente do ano passado, não tem essa história de substituir uma carne por outra mais barata. Eles querem um pouquinho de cada para fazer a feijoada completa”, conta a proprietária.
Segundo Rigolo, as peças como pé e orelha estão por volta de R$14 o quilo. Já os defumados giram entre R$20 e R$25. “O que acaba sendo mais caro é a costelinha e o bacon e hoje o pessoal quer uma qualidade melhor e está mais preocupado com em comer uma feijoada light”, avalia.
Em relação ao preço do feijão preto, a proprietária afirma que houve uma queda em relação ao ano interior. Hoje, o quilo pode ser encontrado por um valor médio de R$11,90.
A dona de casa, Suzi Grassi, faz parte do grupo de pessoas que prefere a feijoada mais light. “É só linguiça, bacon, costelinha e carne seca. Como não dá para fazer em pouca quantidade, gosto de reunir a família toda”. Para ela, o grande segredo da sua feijoada é o amor e carinho que coloca na receita.

Tradição
A feijoada é um dos pratos típicos mais conhecidos e populares da culinária brasileira. Composta basicamente por feijão preto, diversas partes do porco, linguiça, farinha e o acompanhamento de verduras e legumes, ela é comumente apontada como uma criação culinária dos africanos escravizados que vieram para o Brasil.

INGREDIENTES PARA FEIJOADA
PATRICIA RIGOLO


Leia mais sobre
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/cresce-procura-por-produtos-para-feijoada/
Desenvolvido por CIJUN