Jundiaí

Criança de 7 anos recebe chamada de vídeo de um homem se masturbando


celular abuso
Crédito: Reprodução/Internet
Uma criança de 7 anos e sua mãe, moradoras no bairro Campo Verde, em Campo Limpo Paulistas, participavam de uma sala de estudos da escola pelo WhatsApp quando foram surpreendidas por uma ligação de vídeo em que o interlocutor, ainda não identificado, apareceu na tela se masturbando. O caso aconteceu no último dia 9 (quinta-feira), mas o Boletim de Ocorrência só foi feito pelo pai da criança no final de semana depois de ter sido orientado por um amigo ex-policial. O caso vai ser investigado pela Policia Civil. Segundo o pai da criança, a filha e a esposa assistiam a aula quando o celular tocou. "Minha esposa pegou o celular e atendeu, inclusive pensando que a ligação teria algo a ver com a aula. Para a surpresa dela, o homem segurava o pênis e se masturbava. Ela imediatamente encerrou a ligação. A pessoa ligou novamente e minha esposa o bloqueou", comentou. Ele contou que a filha a princípio pensou se tratar de outra coisa. "A minha esposa pensou que era um dedo", comentou o pai, abalado. E completa. "Gostaria que a Polícia investigasse o irresponsável por tal atitude inadmissível, estou com meu coração machucado. Nossa filha nos contou depois que, no mesmo dia pela manhã, ao pegar o celular da mãe para ver desenho no youtube, já havia recebido ligação da mesma pessoa. Ela não havia nos falado nada, tadinha. Imaginamos então que, essa pessoa, ao ver pela manhã que se tratava de uma criança, ligou novamente para cometer esse abuso. É muito triste". O pai da criança disse que ele e a esposa não observar o comportamento da filha nos próximos dias para ver como ela vai reagir. "Nós tivemos uma conversa com ela sobre o ocorrido e vamos ver como ela vai se portar. Caso detectemos algo estranho, aí a levaremos a um psicólogo", comentou. "O importante é que os pais fiquem espertos, pois com os filhos em casa, os pedófilos vão usar de artimanhas para praticar seus crimes", salientou. Investigação O delegado-titular do DP de Campo Limpo Paulista, Adalberto Ceolin, disse que o caso será investigado. "Nós temos meios para localizar a pessoa que fez essa ligação e vamos usar esses meios. É possível sim que a investigação consiga chegar nele e vamos apurar", comentou ele. Ceolin aproveitou para fazer um alerta. "Crianças não devem ter acesso a um celular sem supervisão de um adulto. Nesse caso a crianças estava estudando e com a mãe ao lado e foi possível ela encerrar a ligação rapidamente, mas existem casos em que as crianças acabam vendo conteúdos impróprios por negligência dos pais. Então é importante que os pais fiquem atentos e não deixem seus filhos com acesso a celular e computador sem supervisão".

Notícias relevantes: