Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Curtir as festas juninas sem lactose? É possível sim! Saiba como

Vinícius Scarton | 24/06/2018 | 12:55

As festas juninas são sinônimo de muita comida, muitas delas feitas à base de leite. Mas quem é intolerante à lactose também pode aproveitar. Uma das alternativas, diz a nutricionista Maria Isabella Catarina Schnell, é substituir o leite das receitas por leite vegetal, como o de coco, de amêndoa ou de soja. Segundo ela, esse tipo de leite combina muito bem no arroz doce, na canjica e até em bolos (confira algumas receitas ao lado).

Isabella explica que hoje em dia existem muitas pessoas intolerantes à lactose ou sensíveis a proteína do leite. “Trata-se de um alimento de difícil digestibilidade e vejo muitas queixas referentes a sua ingestão, gerando desconfortos gastrointestinais”, descreve.
Segundo a nutricionista, a maioria das pessoas relata melhora destes sintomas (gases, dores abdominais, constipação intestinal e diarreia), quando retiram os alimentos à base de leite e seus derivados da dieta.

A especialista lembra que a origem da produção do leite é a vaca e o animal sofre um estresse pelo processo de inseminação artificial e os hormônios passam para o leite. “Além disso, a vaca também sofre outro estresse, a partir do nascimento do bezerro, quando não tem a oportunidade de alimentá-lo”, comenta.

Isabella ressalta, ainda, que o processo do leite tem sequência na medida em que a indústria confina o animal para otimizar a produção. “Com isso, a vaca desenvolve mastite (inflamação das glândulas mamárias), que é tratada com antibióticos e hormônios. Essas substâncias vão para o leite, que até chegar ao mercado sofre modificações para melhorar o odor e a coloração, além de passar por altas temperaturas, que matam as bactérias boas do leite e ocasionam a vida longa até a sua comercialização”, ressalta Isabella.

A nutricionista salienta que após todo o processo, o leite também sofre mudanças na composição e a proteína fica indigerível. “Por esse motivo as pessoas tiram o leite e seus derivados de suas vidas”, explica.

EXEMPLO
Um exemplo de mudança de vida alimentar ocorreu com a arquiteta Renata Augusto Ferraz. Há cerca de um ano e meio ela deixou de consumir leite e seus derivados, em uma decisão por conta. “Posteriormente, fiz um exame, sendo constatada intolerância ao leite de origem animal”, lembra.

Ciente desta confirmação, a arquiteta passou a substituir o leite por chás, sucos naturais, entre outras bebidas. “Além disso, também consumia pães e bolos e optei por trocá-los por frutas, tapiocas e produtos veganos à base de leites vegetais.”

No caso específico da festa junina, Renata já sabe como poderá curtir o evento. “Vou optar por alimentos à base de milho, como por exemplo, o milho cozido, a pipoca e também provar os bolos veganos.”

Foto: Alexandre Martins/Jornal de Jundiaí

Foto: Alexandre Martins/Jornal de Jundiaí

230618_receitas copy


Leia mais sobre | | | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/curtir-as-festas-juninas-sem-lactose/
Desenvolvido por CIJUN