Jundiaí

Dadá fecha as portas após 105 anos


T_GEDC0014_Easy-Resize.com
Crédito: Reprodução/Internet
Após 105 anos de funcionamento o tradicional Dadá Restaurante, no Centro, encerra suas atividades. Na tarde desta sexta-feira (17), apenas uma das portas estava aberta e um dos seis sócios no lado de dentro. Cassiano Martinho Ferreira atendia o telefone e, à reportagem do Jornal de Jundiaí apenas confirmou o fechamento do empreendimento, sem que qualquer um dos sócios passe mais explicações. Os funcionários que trabalhavam no local já foram comunicados da decisão. Para os frequentadores, o fechamento do restaurante é triste para todos que conheciam a história do local. Antônio Cláudio, taxista que trabalha em um ponto em frente ao restaurante, lamenta o fechamento do estabelecimento. “Estou triste com o encerramento do restaurante. De vez em quando, eu comprava alguma coisa para comer”, diz. Além da comida tradicional caseira, principalmente um dos carros-chefes, a coxinha, frequentadores lembraram sobre o local de reencontro e bate-papo. Era o caso do motorista de caminhão Ivair Ribeiro, de 55 anos. Desde a falência da Pauliceia (em 2008), ele era um cliente assíduo do restaurante, localizado na rua do Rosário. “Eu gostava de ir lá por conta do ambiente familiar e sossegado até para comer um lanchinho e tomar uma cervejinha”, afirma. O advogado Paulo Ricardo Chenquer, de 40 anos, lembra que estes dias o seu pai, Paulo Roberto, contou histórias que presenciou no local. “Ele me contou que um dia ele estava lá dentro e tomou café ao lado da apresentadora Hebe Camargo, que estava na cidade para um show. E ele contava aquilo de uma forma alegre”, diz. A recepcionista Luciana Silva, de 43 anos, conta que gostava bastante dos salgados. “A coxinha era uma delícia, sempre comprava lá”, afirma. O operador de máquinas, João Antônio Pinheiro, de 57 anos, desde o final dos anos 70 era frequentador do Dadá e teme que mais comércios tradicionais fechem durante esta pandemia. “Fiquei bastante sentido com encerramento das atividades. O meu medo é tudo estar encerrando as atividades por conta desta crise”, conta. História O local abriu suas portas em 1915 quando o português Abílio Ferreira fundou a Padaria e Confeitaria. Na década de 50 seus filhos fundaram o Bar e Restaurante Dadá, que se manteve aberto até o começo deste ano.

Notícias relevantes: