Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

DAE inicia limpeza manual da represa com mergulhadores

COLABORAÇÃO DE FELIPE CARDOSO | 24/04/2019 | 05:05

A DAE realiza à remoção manual de macrófitas aquáticas – espécie de plantas que vivem em ambientes de água – na represa de captação de Jundiaí. O trabalho é realizado por mergulhadores habilitados de acordo com regras da Marinha e que foram contratados por meio de processo licitatório.
De acordo com Martim Ribeiro, diretor de Mananciais da DAE, a limpeza da represa teve início na quarta-feira (17), visando dar continuidade às ações que garantem a qualidade da água que abastece Jundiaí.
“Nós constatamos que seria necessário realizar a remoção dessas plantas macrófitas, que estão submersas e enraizadas na represa de captação, por meio da retirada manual e um sistema usando quatro mergulhadores por dia. É um serviço minucioso”, afirma Martim Ribeiro.
A princípio, o contrato para utilização deste serviço será de um ano, com grande chance de prorrogação.
“Iniciamos com um ano de contrato porque é um serviço novo usado por nós e até mesmo pela empresa que contratamos, que usa o trabalho de limpeza com mergulhadores em locais submersos como reservatórios de hidrelétricas e plataformas de petróleo, que não são feitas manualmente. Como nossa intenção é manter a represa sempre no melhor estado possível, vejo que esse contrato irá se prorrogar, pois é um serviço contínuo”, explica.
O investimento feito para este trabalho é de R$ 912 mil.
Apesar da presença dessas plantas, Ribeiro garante que a não afeta em nada a qualidade da água.
“Não muda nada na qualidade da água que abastece a cidade pois nosso processo de tratamento se adapta a estas condições, mantendo inalterada a qualidade da água. Esta limpeza está sendo feita por causa do aspecto visual da represa. As plantas deixam a água mais escura e dão uma sensação ruim para quem vê”, destaca.
Para essa operação, serão necessárias as etapas de extração, monitoramento e manutenção, para que a área de 220 mil metros que será limpa pelos mergulhadores não tenha nenhum tipo de problema.

MAIS ÁGUA
Em 2017, a DAE realizou o desassoreamento em parte da represa de captação, o que resultou no aumento, em média, de 80 centímetros a 1 metro da lâmina de água, e, consequentemente, na ampliação da reservação de água.

LIMPEZA DE ALGAS NA REPRESA DA DAE


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/dae-inicia-limpeza-manual-da-represa-com-mergulhadores/
Desenvolvido por CIJUN