Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Defensoria terá advogado só para cuidar dos mandados judiciais

| 06/06/2014 | 00:05

A partir de julho, a Defensoria Pública de Jundiaí terá um advogado voltado apenas para atender demandas por mandados judiciais para o recebimento de remédios que não estão disponíveis na rede pública. Mensalmente, pelo menos 100 casos como esses chegam ao poder judiciário.

“Hoje eles são encaminhados para o nosso convênio com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o que impede que tenhamos um controle mais efetivo, já que cada caso é tratado por um advogado. Com um defensor para toda a demanda da Fazenda, poderemos cobrar mais da prefeitura, por exemplo”, explica a coordenadora da Defensoria Pública de Jundiaí, Mailane Rodrigues de Oliveira.

Há cinco anos o aposentado Thomaz Guilherme Attizani, 72, precisa buscar todos os meses 20 medicamentos diferentes – para ele e a esposa -, na Central Farmacêutica de Abastecimento da prefeitura e na Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila Aparecida. “Há mais de 80 dias tento pegar dois dos remédios dela, mas a prefeitura não tem disponível”, conta.

Por ele ter um mandato de segurança para entrega dos remédios, a orientação dos atendentes do posto de distribuição é que ele faça um Boletim de Ocorrência e recorra ao juiz novamente. “Eu tenho comprado esses remédios na farmácia mesmo. Mas me preocupo com quem não tem condições de pagar.”


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/defensoria-tera-advogado-so-para-cuidar-dos-mandados-judiciais/
Desenvolvido por CIJUN