Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Déficit e diminuição nas doações mobilizam instituições em Jundiaí

COLABORAÇÃO DE SOLANGE POLI | 18/05/2019 | 05:00

O cenário econômico dos últimos anos faz crescer o déficit e a necessidade de doações nas instituições de Jundiaí. O retorno da comunidade, com parcerias e campanhas, é um estímulo para que a qualidade nos trabalhos e atendimentos realizados se mantenha. A queda nas doações, especialmente via telemarketing, é uma das maiores dificuldades apontadas.
Na Ateal (Associação Terapêutica de Estimulação Auditiva e Linguagem), de Jundiaí, uma das campanhas de maior atuação e que mobiliza todos os esforços é a da Nota Fiscal Paulista. Isis Stella Maia, supervisora administrativa, lembra também que a instituição recebe doações espontâneas, sempre aberta a parcerias com empresas e também pessoas físicas.
“Estamos trabalhando para a construção do Centro de Estudos e Pesquisa da Audição e da Comunicação, que tem como objetivo o desenvolvimento de tecnologia social aplicável ao público-alvo. O projeto está sendo desenvolvido pelo arquiteto Araken Martinho”, explica Isis. A média mensal de atendimentos, segundo ela, é de 2.700 pessoas, de Jundiaí e 18 municípios. Em 2018 foram doados 2.840 aparelhos de amplificação sonora. A supervisora afirma que há um déficit, mas não especifica o valor. “Os convênios não cobrem o total de despesas. Precisamos de mais 30% para compor o restante das necessidades, tanto para o atendimento como na manutenção geral da entidade”, afirma.
Na Amarati, instituição filantrópica de Jundiaí que atende pessoas com deficiência neurológica, há um quadro de associados com doações mensais. A coordenadora administrativa Cassiana Griesius destaca o trabalho de captação de recursos realizado através do telemarketing permanente.
“Em 2018 fechamos com um déficit que ultrapassou R$ 400 mil. E neste ano, principalmente em março, sentimos uma queda intensa na arrecadação, talvez pelas despesas do início de ano, que comprometem o orçamento das famílias. Mas esperamos um aquecimento a partir de agora, com novas campanhas e ações”, afirma a coordenadora.
Além da venda de pizzas, com retirada no dia 14 de junho, a Amarati participará da Festa Italiana, no bairro da Colônia, entre 18 de maio e 9 de junho, com sua tradicional barraca de doces na praça. Cassiana lembra que a instituição tem em média 250 assistidos em atendimento, em todas as faixas etárias.
Na Apae de Jundiaí, que presta serviços nas áreas de Educação, Saúde e Assistência Social, segundo Priscila Rodrigues, coordenadora administrativa, vários programas de arrecadação fortalecem a estrutura da instituição, que atende pessoas com deficiências, como deficiência intelectual e Transtorno do Espectro do Autismo, entre outras síndromes. Ela cita programas como ‘empresa amiga’ e ‘empresa top’ como relevantes. Há ainda um bazar permanente que recebe doações diversas, aberto ao público diariamente. “Também realizamos eventos beneficentes, como jantares e vendas de pizzas, dentro de um cronograma já estabelecido. Nos últimos quatro anos, diante do cenário econômico e político, as doações diminuíram. Em nosso telemarketing, que faz o trabalho de captação, essa queda está cada vez mais acentuada”, comenta, citando a preocupação com a gestão ativa e monitoramento da carga horária. Do total de despesas, segundo a coordenadora, cerca de 70% são referentes ao quadro de funcionários, com a necessidade de recursos públicos e parcerias para suprir a demanda.
Priscila revela que conforme o balanço referente a 2018, o déficit operacional registrado foi de R$ 492.451,00. “Com o déficit temos que buscar os 30% restantes para compor o orçamento do total da nossa receita, o que se dá através da captação de recursos. Acima de tudo as pessoas precisam entender a importância do trabalho realizado e seu reflexo na sociedade. O fato da comunidade conhecer nosso trabalho facilita e abre os caminhos para doar com mais credibilidade”, salienta.
Para saber mais detalhes sobre o trabalho realizado e participar das campanhas realizadas, é possível entrar nos sites das instituições e acompanhar as novidades também através de suas redes sociais.

ATENDIMENTO APAE JUNDIAI DA ESQ PARA DIR MARIA APARECIDA FERREIRA JOYCE ANTUNES TEIXEIRA


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/deficit-e-diminuicao-nas-doacoes-mobilizam-instituicoes-em-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN