Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Denúncia por assédio dentro do ônibus pode ser feita por aplicativo em Jundiaí

NIZA SOUZA - csouza@jj.com.br | 07/03/2018 | 04:37

Na semana em que se comemora o Dia Internacional da Mulher (8 de março), a Prefeitura de Jundiaí abre três canais em seu aplicativo para celulares, o principal deles para denúncias de assédio sexual em ônibus. Os outros também são ligados ao transporte público: para denunciar vandalismo e evasão de pagamento nos ônibus ou terminais. Com as novidades, o aplicativo, lançado em abril do ano passado, passa a oferecer 115 funcionalidades. Apesar de os registros oficiais de assédio no transporte público serem poucos, destaca o prefeito Luiz Fernando Machado, a questão está muito presente atualmente. “Sabemos que isso acontece. No ano passado vimos vários casos em São Paulo. Mas muitas vezes a mulher assediada tem vergonha ou fica inibida de denunciar. Com o aplicativo, a denúncia será feita e acompanhada em tempo real”, explica.

Um levantamento feito pela reportagem do Jornal de Jundiaí junto à Secretaria de Segurança Pública de São Paulo aponta apenas quatro casos de ato obsceno em transporte coletivo em Jundiaí, entre 2015 e 2018. Já a prefeitura tem registros até 2010, com três ocorrências. O prefeito lembra que no ano passado foram instaladas 1.200 câmeras nos 300 ônibus da cidade, que hoje contam com um sistema de monitoramento. “Faltava agregar um serviço para que a denúncia fosse comunicada em tempo real”, frisa. Com o canal dentro do aplicativo, quando o usuário for vítima ou até mesmo presenciar um assédio dentro do ônibus pode fazer a denúncia, mandando foto ou o localizador. “Imediatamente a central da GM recebe a informação e toma as providências em tempo real, indo até o terminal de destino daquela viagem ou até mesmo abordando o ônibus. É uma forma de facilitar a denúncia e o flagrante”, garante.

Em menos de um ano, quase 20 mil pessoas já baixaram o aplicativo da prefeitura. “As pessoas ainda têm o hábito de ligar no 156, de ligar na Guarda Municipal. Mas é um número expressivo. Já tem muita gente usando”, diz o prefeito, reforçando que a ideia é que o aplicativo seja um instrumento facilitador para o cidadão acessar os serviços públicos. O acesso para fazer a denúncia é feito pelo aplicativo “Prefeitura de Jundiaí”, no ícone de serviços Guarda Municipal-Emergência.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/denuncia-por-assedio-dentro-do-onibus-pode-ser-feito-por-aplicativo-em-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN