Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Desenvolve SP tem crédito de R$ 440 mi à disposição

ariadne gattolini | 15/04/2018 | 06:15

A Desenvolve SP – agência de fomento do governo do Estado de São Paulo – tem, em seu orçamento deste ano, R$ 440 milhões à disposição para empréstimos. A maioria para empresas de pequeno porte, com faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 4,8 milhões. A agência quer divulgar seu trabalho no Aglomerado Urbano de Jundiaí que, no ano passado, utilizou R$ 38,7 milhões de seus recursos.

Segundo o presidente do Desenvolve SP, Milton Luiz de Melo Santos, agência quer aumentar participação no Aglomerado. Foto: Rui Carlos

Segundo o presidente do Desenvolve SP, Milton Luiz de Melo Santos, agência quer aumentar participação no Aglomerado. Foto: Rui Carlos

Segundo seu presidente, Milton Luiz de Melo Santos, em entrevista exclusiva ao JJ, a maioria dos empréstimos tem servido para capital de giro. “É natural que seja assim, em um ano de retomada de crise econômica.” Os juros ficam entre 12 a 13% ao ano, com empréstimos que podem ser pagos em até dez anos, com dois anos de carência.

“Desenvolvemos o crédito digital. Então, todas as operações são feitas em nosso site. As informações que o empresário dispõe ali são checadas pela Secretaria Estadual da Fazenda e Junta Comercial e, num prazo de 48 horas, o crédito já pode estar disponível”, afirma Milton.

Em nove anos de atuação, a Desenvolve SP já desembolsou R$ 2,8 bilhões em todo o estado de São Paulo. Em relação ao montante, 70% foi financiado por meio de linhas de crédito próprias e o restante por meio de recursos de terceiros, como o BNDES e da Finep. Além de pequenas e médias empresas, a instituição também realiza empréstimos a prefeituras para projetos que tenham impacto na comunidade. Em Jundiaí, por exemplo, as obras do entorno do Viaduto das Valquírias teve R$ 14 milhões – que ainda não foram liberados – à disposição via agência.

 

Fintechs
Para ampliar o acesso de microcrédito à população de baixa renda, a Desenvolve SP lançou um edital para contratar uma fintech – empresa de tecnologia financeira. A iniciativa é o primeiro passo para colocar em prática o projeto-piloto do Sebrae e do BNDES que vai testar um novo modelo de financiamento para ampliar e desburocratizar a oferta de crédito aos microempreendedores individuais (MEIs). O projeto-piloto terá início em Heliópolis e Paraisópolis, em São Paulo. “Estes microempresários geralmente não possuem conta no banco, por isso criaremos uma forma de ele tomar o empréstimo pelo seu computador ou smartphone”, relata Milton. Nesse projeto, serão destinados R$ 10 milhões para crédito.


atualizada em 17/04 às 15h32
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/desenvolve-sp-tem-credito-de-r-440-mi-a-disposicao/
Desenvolvido por CIJUN