Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Dois jundiaienses concorrem a prêmios no Oscar do Pilates

COLABORAÇÃO DE FELIPE CARDOSO | 25/04/2019 | 05:05

Jundiaí tem dois representantes nas finais da 3ª edição do Oscar do Pilates, que acontece entre os dias 17 e 19 de maio, na cidade de Gramado (RS). Formado em fisioterapia, o professor de pilates Ivan França está entre os três finalistas que concorrem ao prêmio de Revelação do Ano de 2019.
Ivan conheceu o pilates depois de um acidente que o obrigou a passar por longas sessões de fisioterapia. “Sofri um acidente de moto em 2004 e perdi a perna. Precisei fazer fisioterapia e foi em uma das sessões que uma moça me falou que usava métodos de pilates para me ajudar na reabilitação”, conta. Mesmo com a fisioterapia ele ainda sentia dores nas costas. “Pesquisando sobre como melhorar, tudo que eu via me sugeria pilates. Até que um amigo me indicou um curso e depois de fazer comecei a trabalhar na clínica dele até abrir a minha própria em 2013”, explica.
Para Ivan, ter seu nome entre os finalistas do Oscar do Pilates foi uma grande surpresa e satisfação. “Só de estar entre os indicados já me sinto honrado. Ficar entre os três finalistas é mais satisfatório ainda, pois é um grande reconhecimento do meu trabalho”, afirma.
Segundo o fisioterapeuta, seu trabalho é focado na reabilitação da pessoa. “Uso os métodos e ferramentas do pilates para isso. Muitas pessoas, depois de recuperadas continuam com as sessões pois é algo que traz qualidade de vida”, explica.
Concorrendo na categoria Destaque Científico, a fisioterapeuta Jéssica Luisa dos Santos é mais uma representante de Jundiaí no Oscar do Pilates 2019. “Estudando a biomecânica do pilates, me encantei pela estrutura nobre chamada fáscia, que é a ‘estrutura mestre’ de toda orquestra corporal. Então me aprofundei nesse estudo e sua relação com o pilates”, afirma.
Jéssica recebeu a indicação por conta de dois artigos publicados, “Pilates como abordagem terapêutica na sarcopenia: Revisão Integrativa” e “Pilates, aprimorando o equilíbrio em idosos”.
Para participar da categoria Destaque Científico, o profissional deve ser brasileiro, residir no Brasil, ser formado e ter pós-graduação em pilates, além de ter publicação sobre a área e também ter atuado em alguma pesquisa. “Sou fisioterapeuta desde 2004, formada em pilates desde 2005, cursei estudo em pilates para patologias da coluna vertebral, pilates na Terceira Idade e participei como Colaboradora no livro Ciências do Pilates da Janaína Cintas”, finaliza.

Premiação
A votação é realizada pelo site Blog Pilates, onde é disponibilizado um espaço para que os próprios profissionais indiquem outros colegas de profissão para concorrerem ao prêmio. Após essa primeira fase, a votação também é aberta ao público no próprio site para então ser decidido o grande vencedor.
A premiação tem diversas categorias e envolve profissionais da área de fisioterapia de toda a América do Sul com o objetivo de prestar um reconhecimento oficial à estes profissionais que mais se destacaram no ano.
O vencedor será revelado no segundo dia de evento, durante a Jornada Sul-Americana de Pilates.

IVAN FRANCO PROFESSOR DE PILATES


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/dois-jundiaienses-concorrem-a-premios-no-oscar-do-pilates/
Desenvolvido por CIJUN