Jundiaí

Domingo de Ramos não terá missa

SEMANA SANTA 2017 MISSA DOMINGO DE RAMOS NO SANTUARIO DE NOSSA SENHORA APARECIDA NA VILA RAMI
Crédito: Reprodução/Internet
As celebrações marcadas para o Domingo de Ramos, comemorado neste domingo (5), serão realizadas sem a presença dos fiéis. O Decreto da Santa Sé orienta que apenas as celebrações presididas pelo bispo tenham a bênção dos ramos, mas sem procissão. Como explica do padre Milton Rogério Vicente, responsável pela comunicação da Diocese de Jundiaí, este ano a semana será diferente para os católicos, mas sem perder todo o simbolismo do período pascoal. “Com o isolamento social algumas adaptações foram necessárias, seguindo as orientações da Congregação para o Culto Divino e para a Disciplina dos Sacramentos. Neste domingo todas as paróquias celebrarão sem as bênçãos dos ramos e participação dos fiéis”, comentou. O pároco comenta que alguns padres pensaram em fazer uma espécie de drive thru, nos estacionamentos das igrejas, mas, consultando a prefeitura, foi dada a orientação para que evitassem qualquer tipo de aglomeração, mesmo neste formato. “O que temos informado é para que nossos fiéis, se tiverem a possibilidade de ter um ramo em sua casa, que os coloquem na porta para simbolizar que naquele dia, aquela família está em comunhão com a Igreja, celebrando a entrada de Jesus em Jerusalém”, finaliza. Para o gerente de projetos de TI, Raphael Crodelino, de 32 anos, é uma pena que a celebração seja cancelada. “Para mim, o Domingo de Ramos inicia o período de espera da Vigília Pascal. Ele é um preparo neste momento tão importante da nossa igreja e será a primeira vez na minha vida que eu vou viver este momento remotamente. Vai ser 'estranho', mas será um momento igualmente abençoado", comenta. O rito A celebração do Domingo de Ramos, segundo Vicente, é a recordação da entrada de Jesus em Jerusalém, quando foi recebido com honrarias de rei, por isso foi aclamado com ramos de oliveira. “Jesus entrou em Jerusalém para ser coroado. Por isso, o Domingo de Ramos é a abertura da Semana Santa, que culminará com a celebração da Páscoa do Senhor”, explica. Na celebração tradicional praticada nas paróquias, os fiéis recebem um ramo de oliveira ou de palmeira. “Simboliza que cada fiel também participa do reinado de Jesus, por isso o ramo passa significar que o cristão está num caminho rumo à Nova Jerusalém, o céu”, diz o padre. Desta vez os frequentadores das igrejas participarão em suas casas, pelas transmissões, que estão sendo feitas pelas redes sociais. “Dom Vicente Costa celebrará na Catedral Nossa Senhora do Desterro, no Centro de Jundiaí, apenas com os padres que ali residem, com transmissão pela internet”, pontuou o padre. [caption id="attachment_86949" align="aligncenter" width="800"] SEMANA SANTA 2017
MISSA DOMINGO DE RAMOS NO SANTUARIO DE NOSSA SENHORA APARECIDA NA VILA RAMI[/caption]

Notícias relevantes: