Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Dos 114 novos casos de HIV em Jundiaí, 93 são em homens

COLABORAÇÃO DE MARIANA CHECONI | 28/02/2019 | 05:04

O Ministério da Saúde lançou na última sexta-feira (22), a campanha de combate ao HIV. Pare, pense e use camisinha é o slogan desse ano, que tem como foco homens jovens de 15 a 34 anos. Segundo dados do órgão, 73% dos casos de novas infecções são em homens e desse número, 75% tem idade entre 15 e 39 anos.

Em Jundiaí, foram noticiados ao Sistema Nacional de Agravos e Notificação (SINAN) 114 casos no período de 2016 a outubro de 2018. Das 114 pessoas, 93 são homens.

No Brasil, aproximadamente 866 mil pessoas vivem com HIV. Dessas, 694 mil foram diagnosticadas, enquanto 172 mil não sabem que são soropositivas.

De acordo com os dados do ministério, o uso da camisinha nessa faixa etária vem caindo. Em 2004, o índice era de 58,4% entre os que têm parceiros eventuais e, em 2013, passou para 56,6%. Já entre os que têm parceiros fixos, a queda foi ainda maior, de 38,8% em 2004 para 34,2% em 2013.

Prevenção
O vendedor Bruno Lopes dos Santos, 22 anos afirma que sempre se preocupou com a prevenção e o uso da camisinha “Não me preocupo só comigo, mas com a minha parceira também. Mesmo levando uma vida de casados, sempre procuramos nos proteger”, declara.

O jovem Fernando Henrique Ferreira, 27 anos, afirma que tinha conhecimento do crescimento de homens jovens infectados e associa isso a ida deles à balada. “Os jovens acabam indo para as festas, muitos bebem e utilizam drogas e na hora da diversão não se preocupam com a prevenção. Muitos nem sabem que são portadores do HIV”, diz.

A preocupação não existe apenas com a transmissão do vírus. Denner Folle Pardim, 18 anos, afirma que outra grande preocupação é a gravidez. “Eu sempre me preveni. Não só por conta do HIV, mas também por outras doenças que podem ser transmitidas se não houver proteção. Além disso, me previno para evitar uma gravidez indesejada.”

Apesar de Fernando e Denner afirmarem que sabiam do aumento do número de homens infectados com o vírus, os jovens de 15 a 24 anos são os que menos se tratam após o diagnóstico. Os números mostram que 44% dos 22 mil brasileiros diagnosticados com HIV nessa faixa etária não estão em tratamento antirretroviral.

HIVxAids
Muitas pessoas confundem as duas coisas porém, elas são diferentes. A pessoa infectada com o vírus HIV pode ficar anos sem apresentar sintomas ou ter o organismo afetado por ele. A Aids é uma doença crônica que acontece quando a pessoa infectada vai tendo o seu sistema imunológico danificado pelo vírus, além de deixar a pessoa suscetível a diversas infecções.

O tratamento é feito através de uma combinação de remédios antirretrovirais que destroem o ciclo do vírus. É importante ressaltar que uma vez iniciado, o tratamento não deve ser interrompido sem motivo e as medicações devem ser tomadas todos os dias nos intervalos prescritos pelo médico. Se utilizado de maneira irregular, o tratamento pode falhar por surgimento de vírus resistentes no organismo.

ENQUETE PREVENCAO AIDS BRUNO LOPES


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/dos-114-novos-casos-de-hiv-em-jundiai-93-sao-em-homens/
Desenvolvido por CIJUN