Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Economista recomenda ter atenção ao fazer IR

ISABELA CRISTÓFARO | 26/02/2019 | 05:04

A Receita Federal começa a receber as declarações do Imposto de Renda a partir de 7 março. O Programa Gerador da Declaração do Imposto de Renda (PGD) foi liberado esta semana e o contribuinte já pode preencher a declaração e aguardar o início do período estipulado pela Receita. Mas é preciso muita atenção na hora de preencher.

O processo informatizado da declaração requer cuidados. Na opinião do economista Mariland Righi é impossível sonegar. Por isso, ele orienta o contribuinte na hora de preencher corretamente os dados. “É necessário conferir todas as informações. Se a pessoa não souber declarar, ela pode pedir para alguém de confiança realizar esse serviço”, diz. “Caso haja proposta da Secretaria da Fazenda para retificar as informações eu aconselho que faça para não ter problemas e se assustar com as cobranças posteriores”, completou.
Outra questão ressaltada pelo economista está relacionada aos prazos. Quem não declarar no período estipulado pela Receita Federal, será multado. O valor mínimo é de R$ 165,74 e valor máximo correspondente a 20% do Imposto sobre a Renda devido.

A declaração do Imposto de Renda é obrigatória para as pessoas que receberam rendimentos acima de R$ 28.559,70, mesmo valor do ano passado. Ainda, aqueles que receberam rendimentos não tributáveis ou tributáveis acima de R$40.000 em 2018; quem, em atividade rural, tiveram renda bruta acima de R$ 142.798,50; pessoa em condição de residente no Brasil, em qualquer mês, até 31 de dezembro do ano passado; quem optou pela isenção do Imposto sobre a Renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no País, no prazo de 180 dias e o indivíduo que realizou operações na Bolsa de Valores.

Em 2018, a Receita Federal contabilizou a realização de 29,27 milhões de declarações. Neste ano o órgão espera 30,5 milhões. Desse número, há a expectativa que 700 mil a 800 mil sejam feitas por dispositivos móveis. A data que vai do dia 7 de março até 30 de abril.

Disponível no site da Receita Federal (www.receita.economia.gov.br), o programa poderá ser baixado pelo Windows, Multiplataforma (zip), Mac, Linux e Solaris. Além disso, há a possibilidade do contribuinte declarar pelo aplicativo “Meu Imposto de Renda”, acessível àqueles que possuem sistema operacional Andrioid e IOS, nas lojas de aplicativos correspondentes.

PESSOAS QUE ENTREGARAM IMPOSTO DE RENDA ANTES DO PRAZO

PESSOAS QUE ENTREGARAM IMPOSTO DE RENDA ANTES DO PRAZO


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/economista-recomenda-ter-atencao-ao-fazer-ir/
Desenvolvido por CIJUN