Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Em Jundiaí, 78 mil declarações do imposto de renda foram entregues

Nádia Antunes e Simone de Oliveira | 05/06/2020 | 05:00

O prazo para o envio da declaração de Imposto de Renda deste ano se encerra no dia 30 de junho. Na cidade de Jundiaí já foram entregues 78.144 declarações, representando 54,6% do total de 143.122 estimadas para serem entregues até o final do mês no município. Segundo a Secretaria da Receita Federal em Jundiaí, a previsão é de 235.380 mil declarações em toda região, o que significa as cidade de Campo Limpo Paulista, Itatiba, Itupeva, Jarinu, Louveira e Várzea Paulista.

Apesar do prazo de entrega da declaração ter sido prorrogado, por conta da pandemia, a Receita Federal de São Paulo informa que as arrecadações até o momento estão dentro da normalidade.

É importante se atentar aos prazos e as regras de envio da documentação pois o contribuinte que não realizar o envio de sua declaração dentro do prazo fica sujeito ao pagamento de multa, sendo de 1% ao mês calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total do imposto devido apurado na declaração, ainda que integralmente pago.

O sócio diretor da Pró Jurídico Contabilidade, José Carlos Rodrigues, diz que apesar de o prazo ter sido esticado, algumas têm tido dificuldades na obtenção de documentos justamente por não estarem saindo de casa. “Primeiramente as pessoas precisam se conscientizar que o quanto antes declararem ou enviarem seus documentos para seus contadores é melhor. Evita-se o desespero da última hora que poderá ensejar algum erro desnecessário. Importante saberem que para a boa elaboração é necessário fazer com calma e revisar antes da entrega.”

Ele lembra que a falta da entrega de documentos ou a entrega em atraso acarretará multa de 1% do valor do imposto devido com o limite de 20% do mesmo. “As pessoas não precisam confundir imposto devido com restituição. O imposto devido é o valor calculado antes da restituição. Para quem não tem o imposto devido (ou seja é zero), tem a multa mínima de R$ 165,74. Ao entregar e imprimir o recibo o sistema já imprime o DARF da multa.”

O administrador de empresas Maurício de Almeida Sylos recorreu ao contador para que seu imposto fosse declarado de modo correto. “O mais difícil é você recolher tudo e entregar. Desta vez digitalizei documentos e mandei para ele fazer. Quando já tem o prazo para a entrega já dou todos os documentos e meu contador faz a declaração”, informa.

ORIENTAÇÕES

O valor mínimo de multa que pode ser gerada para quem não declarar o IR é de R$165,74 e o valor máximo é de 20% do imposto sobre a renda devido. Além disso, o contribuinte que deixar de entregar alguma declaração, a qual estava obrigado em, pelo menos, um dos últimos cinco anos, ficará com o CPF pendente de regularização.

DÚVIDAS

A previsão de arrecadação da Receita Federal para este ano é de receber 32 milhões de declarações no País. A recomendação é que os contribuintes façam o envio o quanto antes.

Segundo o contador, entre as principais dúvidas dos contribuintes estão quanto a declaração de bens. Muitos questionam se é preciso atualizar os bens. “Já digo que não precisa porque sempre manterá o valor original pago por aquele bem. Exceto se for bem adquirido em prestações, daí sim, anualmente será acrescentado o valor das parcela pagas no corrente ano calendário. Para os imóveis em que o contribuinte tenha feito reforma, este valor será acrescido ao valor do imóvel. É importante que inclua, pois, no momento da venda estes gastos serão abatidos do valor da venda”, orienta.

As dúvidas podem ser tiradas através do “Perguntão” do IRPF, documento que faz um compilado das dúvidas mais frequentes e as responde, que está disponível no site da Receita Federal no link http://receita.economia.gov.br/interface/cidadao/irpf/2020/perguntao

Se a pessoa cometer algum erro durante o preenchimento é preciso proceder a entrega da Declaração Retificadora. “Não há há multa para esse procedimento. Apenas pagar os impostos devidos com os acréscimos legais”, comenta.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/em-jundiai-78-mil-declaracoes-do-imposto-de-renda-foram-entregues/
Desenvolvido por CIJUN