Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Em Jundiaí, só este ano foram registrados 12 casos de suicídio

Natália Sousa | 09/06/2020 | 05:30

Os casos de suicídio registrados na cidade no ano passado, de janeiro a setembro, representam uma média de aproximadamente 2 vítimas por mês, com 19 casos registrados no período. Neste ano, porém, de janeiro a abril foram 12 casos registrados, além de quatro tentativas desde o início da pandemia, sendo duas em março, uma em maio e outra em junho.

A tentativa mais recente foi no último domingo (7) quando um homem de 38 anos tentou se atirar do viaduto da avenida Jundiaí sobre a avenida Nove de Julho e depois de algum tempo de conversa foi convencido por guardas municipais.

Para a psicóloga Aline Domiquille, o momento é delicado. “Devido ao isolamento social e o que ele traz, como mudança brusca de rotina, afastamento da rede de apoio, diminuição das atividades prazerosas e solidão, as pessoas podem, consequentemente, desenvolver sintomas ansiosos ou depressivos”, diz ela, salientando que quem já tinha histórico depressivo ou ansioso pode evoluir para um quadro mais sério.

Aline Domiquille explica a importância da rede de apoio para evitar suicídios

A psicóloga diz que a ideia do suicídio envolve o fim de alguma angústia. “Alguém que já estava em um momento difícil pode se sentir mais impotente e com isso maximizar essa ideia de fuga do sofrimento (suicídio).”

O coordenador de Saúde Mental da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), Alexandre Moreno Sandro, adianta que o atendimento a uma pessoa que tentou se suicidar pode ser feito nos serviços de emergência, caso haja alguma necessidade de cuidado clínico, ou caso a tentativa tenha se dado a noite ou em um final de semana. O Centro de Atenção Psicossocial (Caps) pode ser procurado caso não haja necessidade de cuidado clínico.

Em situações em que ocorre um episódio de suicídio, existe a oferta de cuidado aos familiares, seja em um dos CAPS ou na UBS de referência e em casos específicos equipes, em parceria com o Centro de Valorização da Vida (CVV) oferecem atendimento domiciliar.

O Corpo de Bombeiros diz ainda que o 1º Posto de Bombeiros do 1º Subgrupamento de Bombeiros, que atende Jundiaí, Várzea Paulista e Campo Limpo Paulista, registrou de março até agora sete ocorrências de tentativa de suicídio.


Leia mais sobre | | | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/em-jundiai-so-este-ano-foram-registrados-12-casos-de-suicidio/
Desenvolvido por CIJUN