Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Em Portugal, um mundo de oportunidades

GRAZIELLY COELHO | 04/08/2019 | 07:00

De norte a sul de Portugal, muitos brasileiros têm escolhido o território lusitano para chamar de lar e começar uma nova vida. No ano passado, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), órgão responsável pela imigração no país, registrou aumento de 23,4% no número de brasileiros vivendo por lá. Essa porcentagem representa uma média de 105.423 estrangeiros no país europeu.

Os motivos para a justificar esse disparo na imigração são os mais diversos: estudos, oportunidades no mercado de trabalho, relacionamentos e fuga da instabilidade política e econômica no cenário brasileiro são os principais.

Para o jundiaiense Gustavo Amadi, morar fora do Brasil sempre foi um sonho. Aos 18 anos, logo após concluir o ensino médio, foi aceito em uma das universidades mais conceituadas de Portugal, na cidade de Faro, onde mora há três anos.

Hoje, aos 21 anos, o estudante de turismo afirma que se adaptou com muita facilidade ao país europeu e revelou seu amor pela cidade. “Dentre as várias coisas que gosto em Portugal acho que a que mais me admira é a segurança e a qualidade de vida, isso não tem preço. Mas também gosto muito da questão histórica e cultural e da facilidade de viajar para outros países estando na Europa.”

Apaixonado por viagens, o jovem conta que sua rotina é bastante diferente do que costumava viver no Brasil. “A região onde moro é uma das mais seguras do país. Então, não tenho grandes preocupações.

Consigo fazer tudo a pé ou de transporte público”, explica. “Durante a semana, frequento as aulas na universidade, porém, no tempo livre, sempre tento pegar uma praia, passar um tempo com os amigos e, quando tenho, mais tempo viajo pelo país.”

Apesar do sonho transformado em realidade, Gustavo revela que também há obstáculos em estar longe de casa. “Nunca passei dificuldades, mas sinto saudades da minha família, dos amigos, dos meus cachorros, da comida do Brasil, e do calor humano que só nós brasileiros temos.”

NA CONTRAMÃO
Apesar dos números expressivos, há aqueles que caminham no sentido oposto, em direção ao ‘país do Carnaval’.

De acordo com dados fornecidos pelo Consulado Geral de Portugal em São Paulo, estima-se que aproximadamente 280 mil portugueses vivem no estado.

O chefe de cozinha português, Ricardo Antunes, é um deles. Em 2012, o lisbonense trocou os ares europeus pelo clima tropical brasileiro para construir sonhos e sabores na Terra da Uva.

A mudança veio quando Ricardo conheceu sua esposa durante os anos que morou na Áustria. ‘Conheci minha esposa, que é de Jundiaí, na Áustria. Eu tinha acabado de me mudar para lá. Passamos uns anos namorando à distância e, durante esse tempo, eu visitei o Brasil algumas vezes, mas, em 2012, me mudei para cá e abrimos o nosso restaurante”, conta o português.

Envolvido com a gastronomia desde a infância, o português abriu um restaurante especializado em culinária da sua cidade natal, como forma de manter as origens e os costumes. “Aqui fazemos os nossos clientes se sentirem em Portugal. Foi também uma maneira de trazer as minhas origens para cá e me sentir em casa”, revela.

Há mais de seis anos na cidade, o lisbonense conta que enxerga semelhanças entre Portugal e Brasil, com destaque para a grande burocracia nos dois países, mas o estilo de vida revela suas diferenças expressivas. “O estilo de vida aqui é um pouco mais estressante. Eu acho que as pessoas ficam mais sufocadas e a segurança pública também é diferente”, explica.

Hoje, aos 40 anos e com família formada, o português declara seu amor por Jundiaí e conta que não tem planos de voltar tão cedo para Portugal. “Por enquanto não pensamos nisso. Estamos criando nossa filha pequena aqui, Gosto do clima da cidade e de como as pessoas são acolhedoras e amigáveis. Mas mas nunca se sabe o dia de amanhã.”


Leia mais sobre
GRAZIELLY COELHO
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/em-portugal-um-mundo-de-oportunidades/
Desenvolvido por CIJUN