Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Em um ano 114 casos de sarampo são notificados

THIAGO AVALLONE | 15/01/2020 | 05:00

Entre o período de 1 de janeiro de 2019 a 10 de janeiro de 2020, 114 casos de sarampo foram confirmados na cidade. Apesar de um novo boletim epidemiológico sair apenas na próxima sexta-feira (17), a Vigilância Epidemiológica (VE) informa que 21 exames ainda aguardam por resultado e por isso trabalham para continuar imunizando a população.

Só no ano passado foram aplicadas 46.036 doses e, segundo a Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) de Jundiaí, por meio da Vigilância Epidemiológica (VE), a vacina tríplice viral está disponível em todas as UBS, Clínica da Família e nas Novas UBSs.

De acordo com o Ministério da Saúde, o surto da doença que chegou ao Brasil no ano passado teve 97% de seus casos registrados no Estado de São Paulo, fato que ainda preocupa as autoridades responsáveis. Os números de registros seguem aparecendo no município e de acordo com os especialistas isso acontece porque a população ainda não se conscientizou sobre a importância de tomar a vacina.

A pediatra e vice-diretora clínica do Hospital Universitário de Jundiaí (HU), Márcia Borges Machado, explica que não há outra alternativa para se prevenir da doença senão a vacina. “É bom lembrar que a enfermidade é muito contagiosa, por tanto, a melhor e única opção é realmente tomar a vacina”, explicou a doutora.

Márcia ainda ressaltou que é fundamental que tanto as crianças e adultos, principalmente os pais, sejam imunizados, pois bebês de até 6 meses não podem ser vacinados, podendo adquirir a doença facilmente de outras pessoas. “Além de pensar em você é importante pensar nos outros ao seu redor. É uma responsabilidade para consigo e para outras pessoas”, ressalta.

QUEM PODE
A vacinação contra o sarampo é indicada para as pessoas nascidas a partir de 1960, que não tenham imunização registrada na carteira de vacinação. São necessárias duas doses para pessoas até 29 anos e uma dose para quem tem entre 30 e 59 anos. As crianças entre 6 meses e menores de 1 ano foram incluídas pela Secretaria de Estado da Saúde para a recepção da dose extra, além das doses de rotina (aplicadas aos 12 e 15 meses).

No caso de dúvida sobre a imunização, basta comparecer à UBS de referência com a carteira vacinal para o esclarecimento. Caso não possua o documento e faça parte do grupo, busque o atendimento para receber a imunização.


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/em-um-ano-114-casos-de-sarampo-sao-notificados/
Desenvolvido por CIJUN