Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Envenenamentos de aninais devem ser denunciados

SIMONE DE OLIVEIRA | 07/02/2019 | 05:03

Uma suspeita de envenenamento de cães no Jardim Ana Maria, em Jundiaí, acendeu mais uma vez o problema de maus-tratos contra animais, em especial cães e gatos. Recentemente, bolinhos de carne foram encontrados em um jardim onde os moradores levam os cães para passear. Apesar de o último óbito ter sido registrado há seis meses no bairro, o material foi levado à perícia e aguarda resultado.

Mesmo com esta situação, o Departamento de Bem-Estar Animal (Debea), órgão ligado à Unidade de Gestão de Planejamento Urbano e Meio Ambiente (UGPUMA), informa que este ano não foi registrada solicitação sobre o assunto e durante todo o ano de 2018 somente três solicitações foram registradas com referência a envenenamento.

Segundo o síndico de um prédio localizado próximo ao local, Michel Frey, por enquanto não é possível unir os bolinhos encontrados no jardim com algum óbito ocorrido no entorno, uma vez que a primeira morte foi registrada há um ano e o mais recente, há seis meses. Ele pede cautela aos moradores até que os laudos com o resultado da perícia dos alimentos sejam liberados. “Na época, não houve confirmação das mortes por envenenamento, por isso temos que ficar atentos para não culpar ninguém, mas claro, vale a orientação para quando forem passear com seus animais observar se eles não comem alimentos encontrados pela frente”, explica.

Ainda segundo o Debea, o órgão recebeu alguns casos com suspeita de envenenamento no ano passado, porém, após avaliação veterinária e os devidos exames, o diagnóstico foi outro. A orientação para quando um munícipe presenciar alguma situação de maus tratos, envenenamento ou até espancamento contra animais, é acionar a Polícia Militar (190) ou Guarda Municipal (153), de preferência com fotos e vídeos do ocorrido.

Para a presidente da União internacional Protetora dos Animais em Jundiaí (UIPA), Carmela Panizza, os boletins são importantes para haver investigação mais intensa. Ela conta que o órgão não recebe muitas denúncias, mas sabe que ainda acontece as barbáries contra os animais.

“Infelizmente as pessoas ainda não respeitam os animais e não têm a consciência de que maus-tratos são crimes previstos em lei. A denúncia é importante, mas com provas”, orienta. O envenenamento é crime previsto na Lei de Crimes Ambientais (Lei Federal 9.605, de 13/02/98), com pena de três meses a um ano de detenção e multa

ORIENTAÇÕES
Normalmente os animais envenenados apresentam sinais repentinos de vômito, diarreia, tremores, alterações de comportamento, dificuldade em manter-se em pé, salivação, convulsões e óbito, se não socorrido a tempo.

Outros sintomas possíveis são sangramentos e dor aguda, mas é importante ressaltar que receitas caseiras que circulam pela internet como leite, complexos vitamínicos, quiabo ou até analgésicos não devem ser utilizadas, pois atrasam o atendimento veterinário. Outra indicação é que não deve ser fornecido nada por via oral ao animal sem supervisão veterinária pois podem apresentar engasgos com consequente pneumonia aspirativa, extremamente grave e pode levar a óbito.

Uma importante medida preventiva é não permitir que o animal realize passeios sem guia e desacompanhados de seus tutores, pois a maioria dos casos ocorre quando os animais saem desacompanhados e ingerem venenos na rua. Quando aplicados na residência, de forma controlada, os venenos devem ficar em locais inacessíveis aos animais e às crianças.

DEBEA ABANDONO DE ANIMAIS NA CIDADECAES E GATOSCACHORRO


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/envenenamentos-de-aninais-devem-ser-denunciados/
Desenvolvido por CIJUN