Jundiaí

Escolas de samba se preparam para os desfiles nos dias 22 e 25

Mariana Janeiro - Todos os direitos reservados http://www.facebook.com/marianajaneirofotografia
Crédito: Reprodução/Internet
As nove escolas de samba de Jundiaí, divididas entre o Grupo Especial e o Grupo de Acesso, desfilarão nos dias 22 e 25 de fevereiro, respectivamente, no Espaço Multiuso da Cidade Administrativa, na Vila Hortolândia. Mesmo com dias e horários já definidos, os carnavalescos ainda aguardam pela verba municipal que será definida nos próximos dias, segundo a Unidade de Gestão de Cultura (UGC). Independente da falta desta verba, as agremiações estão a todo vapor na confecção de carros, alegorias e, claro, ensaios de seus sambas-enredos. O presidente da Escola de Samba Leões da Vila Hortolândia, Éverson Cirino, explica que o desfile deste ano segue o mesmo padrão do ano passado e exalta o fato de já ter um local definido. “Em outros anos já tivemos aquela situação chata de não sabermos onde os desfiles seriam. Agora tendo o lugar próprio fica mais fácil para nos organizarmos e trabalharmos sabendo do espaço que teremos”, explicou. O presidente da União da Vila, Edison Luiz Pereira, conhecdo como Zé Prego, exalta a melhora das condições para realizar o desfile e comenta o fato de ser a última escola de samba a se apresentar no sábado. “Estamos num jogo, a ordem de apresentação das escolas é decidida através de sorteio e acabamos ficando por último. Vamos jogar respeitando o regulamento”, diz Zé Prego. Edison Lima, diretor carnavalesco da Leões da Vila Hortolândia, trabalha no ateliê no Centro para deixar as fantasias prontas para o desfile que acontece às 22h do dia 22 de fevereiro (sábado). VERBA Ao longo do ano as escolas de samba fazem apresentações em diversos eventos no município e são remuneradas em retorno pelos serviços prestados. “Com relação aos valores, a Prefeitura sempre foi parceira com relação ao Carnaval. Já que estamos prestando serviços através de shows que realizamos no final do ano no Centro e agora na Festa da Uva e o próprio desfile de Carnaval”, relatou Zé Prego. Éverson Cirino lembra que a verba repassada para os desfiles de Carnaval são disponibilizadas para investir na cultura local. “É importante lembrar que assim como a música, a dança, o folclore e o teatro, o Carnaval também recebe incentivo cultural. O valor eu não posso revelar, pois, ainda está em fase de negociação com a Liga Jundiaiense das Escolas de Samba”, explicou Éverson. De acordo com a UGC, o investimento no Carnaval dependerá do resultado do patrocínio obtido junto à iniciativa privada e o edital que irá balizar os valores encontram-se em fase final de elaboração. PROGRAMAÇÃO Dia 22: União do Povo (às 20h); Unidos da Zona Leste (21h); Leões da Hortolândia (às 22h); Arco-Íris (23h); União da Vila Rio Branco (meia-noite) Dia 25: Corte da Alegria (às 19h); Mocidade da Agapeama (às 20h); Marujos da Zona Sul (às 21h); Caprichosos de Jundiaí (às 22h)

Notícias relevantes: