Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Estaçãozinha avança na preservação com a DNIT

Kátia Appolinário | 30/04/2020 | 05:00

Após anos de espera, finalmente a Estaçãozinha será revitalizada. Pelo menos é o que se espera depois da visita realizada na manhã de ontem (29) por representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), órgão responsável pela área, e pelos diretores das Associação de Preservação da Companhia Paulista – Instituto Envelhecer.

Em dezembro de 2019, a Justiça Federal da 3ª Região entrou com uma ordem judicial para que o DNIT realizasse a reconstrução do patrimônio local. A abertura do processo foi feita em dezembro de 2018 em razão de um incêndio que ocorreu no local e, após determinação da justiça, a multa pelo não cumprimento da ação estaria sujeita a pagamento de multa de R$5 mil por semana.

O objetivo do encontro foi estabelecer o cronograma das ações. De acordo com o presidente do Instituto Envelhecer, Eusébio Santos, a revitalização será feita em duas etapas. “A primeira parte da ação consiste no cercamento da Estaçãozinha que, provavelmente, terá início nesta sexta-feira (1). Em seguida, quando esta etapa for finalizada, partiremos para a restauração da estrutura”, explica.

No mês passado foi aberta uma licitação para a contratação de uma empresa que ficaria responsável pelo início das obras. No documento consta que “a contratação engloba a execução do serviço com o fornecimento de todos os materiais, ferramentas, equipamentos e a mão de obra necessários, contemplando portão em duas folhas, dobradiças, corrente e cadeado e instalação de tapume em OSB (tipo de revestimento), com medidas aproximadas de 126 metros com 2,4m de altura (302,4m), cobrindo todo o terreno”.

Até o momento, sabe-se que para a restauração do telhado e a limpeza da estrutura seria necessário um investimento de R$ 450 mil. Procurado, o DNIT não retornou até o fechamento desta edição para dar mais detalhes sobre o andamento da obra.

COMO UMA FÊNIX
A restauração da Estaçãozinha simboliza não apenas o resgate da história, mas também a vida que pulsa em cada parte da cidade. Incendiada em 2018, agora o patrimônio histórico poderá ser usufruído pelos jundiaienses.

Construída em 1898, a Estaçãozinha, localizada na avenida União dos Ferroviários, foi desativada em 1909 e se tornou parte da história da cidade por ligar Jundiaí não só à Capital, como também às demais cidades do interior paulista. Por esses e outros motivos, sua restauração é motivo de comemoração.
“Seremos um exemplo de batalha por termos conquistado a preservação de um patrimônio tão importante para a nossa cidade como a Estaçãozinha”, reitera Eusébio.

E completa. “A Estaçãozinha foi a primeira construída do trecho da Companhia Paulista. Ela já existia mesmo antes da construção da ferrovia e servia de transporte para os tropeiro. Além disso, muitas personalidades de Jundiaí pegaram o trem para ir ao trabalho, lembra Eusébio.

A Associação de Preservação da Companhia Paulista (Instituto Envelhecer) foi reconhecida
federalmente para coordenar a preservação e recuperação da estaçãozinha, atingida por um incêndio em julho de 2018.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/estacaozinha-avanca-na-preservacao-com-a-dnit/
Desenvolvido por CIJUN