Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Exposição de máscaras no Complexo Fepasa propõe experiência imersiva

DA REDAÇÃO | 06/04/2019 | 14:32

O Complexo Fepasa recebe na segunda-feira (08), a partir das 9h, a abertura do projeto de arte visual “Máscaras Impermanentes”. O projeto, realizado por Alessandro Celante, utiliza a morte como metáfora às perdas perceptivas do mundo contemporâneo e, por meio da linguagem da fotografia, retrata em máscaras mortuárias de pessoas vivas o processo de desligamento dos sentidos com uma experiência estética imersiva.

Depois de ser exibida e premiada em exposições em Cuba, México e Estados Unidos, além de diversos festivais de fotografia pelo Brasil, a mostra chega inédita a Jundiaí por meio do edital de artes visuais do Programa de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo (ProAC SP) e fica aberta para exposição gratuita até o dia 05 de maio.

O projeto contará com diversas intervenções. Uma delas será a exposição propriamente dita, em que as imagens formarão um labirinto de máscaras onde o expectador usará a visão e o tato, já que inevitavelmente irão tocar e ser tocado pelas máscaras. Outra ação será voltada a professores da rede municipal e alunos do Centro Municipal de Educação de Jovens e Adultos (CMEJA).

Também estão previstos encontros com o artista nos dias 11, 25 e 26 de abril e 3 de maio, das 16h às 18h. Já no dia 27 de abril, das 9h às 16h, serão realizadas dinâmicas e visitação orientada com apoio do Núcleo 12, grupo de arte educação responsável pelas ações. Para participar basta estar no local.

“Máscaras Impermanentes” pode ser visitada gratuitamente de segunda a sexta-feira, das 9h às 21h, e aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 16h. O Complexo Fepasa está localizado na avenida União dos Ferroviários, 1760, Centro. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 4585-9750.

Máscaras_-Alessandro-Celante_Easy-Resize.com


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/exposicao-de-mascaras-no-complexo-fepasa-propoe-experiencia-imersiva/
Desenvolvido por CIJUN