Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Número de beneficiários do Bolsa Família reduz 3% em Jundiaí

VINICIUS SCARTON | 25/01/2019 | 05:04

O número de famílias beneficiárias do programa Bolsa Família fechou o ano de 2018 com uma redução de 3% em Jundiaí. De acordo com o Ministério da Cidadania, em janeiro, a cidade contabilizou 4.980 famílias e no mês de dezembro, 4.826, totalizando uma diferença de 154 benefícios.

Segundo a Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS), são condicionalidade, sob pena de suspensão ou bloqueio para o caso de descumprimento alguns critérios: que as crianças menores de 7 anos sejam vacinadas e tenham acompanhamento de peso e altura; gestantes devem fazer o pré-natal; crianças e adolescentes de 6 a 15 anos devem ter frequência escolar mensal mínima de 85%; e jovens de 16 e 17 anos devem ter frequência escolar mensal mínima de 75%.

Por outro lado, a UGADS detalha que são critérios para participação do programa todas as famílias com renda per capita de até R$ 89,00 (extrema pobreza) e com renda per capita entre R$ 89,01 e R$ 178,00 (pobreza), desde que tenham componentes entre 0 a 17 anos.

A UGADS reitera que é responsável por manter atualizados os cadastros dos beneficiários no município, por meio do serviço do Cadastro Único (localizado no Complexo Fepasa), bem como, realizar visitas domiciliares de verificação, atendendo a solicitações constantes do Ministério.

13º SALÁRIO
De acordo com o ministro da Cidadania, Osmar Terra, o programa passará por uma avaliação geral para que sejam beneficiadas somente as famílias necessitadas. Melhorias também virão, como o pagamento do 13º aos beneficiários do programa Bolsa Família que deve ser realizado já no fim deste ano. “Vai ter o 13º. O presidente (Jair Bolsonaro) prometeu, e nós vamos cumprir”, afirmou Terra.

Segundo o ministro, o impacto do 13º no orçamento do Bolsa Família é de aproximadamente R$ 2,5 bilhões, e será necessário um reforço orçamentário para a pasta. “Vamos trabalhar a questão orçamentária, porque nos deram um orçamento perna curta nessa área”, afirmou Terra.

Questionada sobre o que acha da possibilidade do pagamento do 13º aos beneficiários do programa, a Prefeitura de Jundiaí, por meio da UGADS informa que a execução Bolsa Família é de responsabilidade do Ministério da Cidadania (antigo Ministério do Desenvolvimento Social). “A quem cabe a avaliação dos impactos social e orçamentários da medida”, diz a nota de imprensa.

Reajuste do programa Bolsa Família acima da inflação em 2018 ainda será discutido pelo governo


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/familias-beneficiarias-do-bolsa-familia-reduz-3-em-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN