Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Fé move famílias de romeiros até Bom Jesus de Pirapora

| 18/10/2014 | 22:30

“Romaria é devoção. Tenho fé em Bom Jesus de Pirapora. Até quando puder ir, eu vou a cavalo”. Esse é o sentimento de Jurandir Cunha, 82 anos, que há 70 acompanha a romaria de Jundiaí à Pirapora, realizada em maio, exclusiva aos homens. Mas no sábado (18), na Romaria Mista Diocesana, mais uma vez seu Jurandir marcou presença, acompanhado de filhos, netos e bisnetos.

Dentre eles estavam Regiane Cunha, 34, com a filha Júlia, 7. Elas foram de carro, dando suporte aos demais membros da família Cunha, que seguiam a cavalo, como o marido Jefferson, 41, e o filho Artur, 9. Assim como eles, outros romeiros a cavalo ou de charrete se concentraram na igreja da Varginha, onde receberam a benção antes do início da viagem.

A maioria vestia chapéu, botas, camisa xadrez e calça jeans. Dali seguiram pela Estrada de Santa Clara, com pausa programada para almoço no chamado Capão da Onça, em Cajamar. A expectativa dos organizadores era reunir 1.200 pessoas.

Primórdios – De acordo com ele, o evento surgiu para reunir as famílias de romeiros. O evento tem sempre como tema a Campanha da Fraternidade, que neste ano é “Fraternidade e Tráfico Humano”. A romaria contou com apoio da Prefeitura de Jundiaí, que forneceu uma ambulância para atender aos romeiros, e um caminhão de água para os cavalos, além do pessoal da Setransp que orientou o trânsito na Varginha.

Mais informações na edição impressa do Jornal de Jundiaí deste domingo (19) ou faça uma assinatura digital.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/fe-move-familias-de-romeiros-ate-bom-jesus-de-pirapora/

Os comentários estão desativados.

Desenvolvido por CIJUN