Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Fiéis vivenciam a Quaresma com jejum, oração e muita reflexão

Vinicius Scarton (vscarton@jj.com.br) | 18/02/2018 | 16:17

“Durante o período da Quaresma, os católicos vivenciam com maior intensidade a reflexão, o jejum e a oração”, explica o padre e porta-voz da Diocese de Jundiaí, Márcio Felipe, poucos minutos antes da celebração da missa de Quarta-feira de Cinzas, realizada no Santuário Nossa Senhora Aparecida, na Vila Rami, no último dia 14.

A missa reuniu muitos fiéis, entre eles o dentista José Humberto Campos de Oliveira que está envolvido com a Igreja Católica desde a infância. “Através do exemplo da minha mãe, na época da Quaresma retirávamos algo que era do nosso costume, como a carne vermelha e isso sigo até hoje. A Quaresma para o católico é um momento importante para achegarmos à Páscoa do Senhor”, diz.

O empresário Rodinei Pelizola também comenta sobre a sua experiência com o jejum. “Eu também não como carne neste período de 40 dias da Quaresma e vou cortar alguns hábitos de diversão, como jogar videogame e futebol, além de ingerir bebidas alcoólicas. Quero estar privado de algumas coisas para tentar entrar no caminho de Deus e atingir o propósito.”

Já o técnico e operador de máquina, Luis Fernando Olaia, reforçou o propósito da Quaresma. “Eu vou procurar viver em oração, refletir os meus erros e praticar a caridade, ajudando ao próximo.”

De acordo com o padre Márcio Felipe, o tempo da Quaresma representa a recordação dos 40 dias em que Jesus Cristo permaneceu no deserto em jejum e orou a Deus. “Trata-se de um tempo forte, sem tristeza e que dá a oportunidade de repensarmos a nossa vida.”

Em todas as paróquias de Jundiaí e mundo afora haverá celebrações iniciadas com a Quarta-feira de Cinzas, seguindo até o Domingo de Ramos, no dia 25 de março. “Após esse período, chegará a Semana Santa, no dia 26”, explica padre Márcio.

Exercícios Quaresmais

Segundo o padre Márcio Felipe, o jejum pode ser feito de várias maneiras como: não falar mal das outras pessoas; ou deixar de lado o celular e as redes sociais. “Mas informo que o jejum está ligado principalmente com a comida. Por exemplo, se gosto muito de chocolate, no período da Quaresma eu renuncio e a partir disso, o dinheiro que guardei eu posso reverter para ajudar alguém, através de uma doação diretamente ao próximo ou à Igreja, que irá direcioná-la.”

Por fim, o porta-voz da Diocese de Jundiaí comentou sobre a oração. “Por excelência, aquele que é amigo de Deus, reza, pois só assim poderemos conhecer ao Senhor. Neste período a oração é mais intensa, fazendo lembrar o amor de Cristo.”


Leia mais sobre | | | | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/fieis-vivenciam-a-quaresma-com-jejum-oracao-e-muita-reflexao-2/
Desenvolvido por CIJUN