Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Financiamento da Desenvolve SP aumenta 400% no Aglomerado Urbano de Jundiaí

NIZA SOUZA - csouza@jj.com.br | 02/03/2018 | 04:10

O mecânico Paulo Sérgio de Souza tem apenas 29 anos, mas já é dono de seu próprio negócio há 10. O sonho de ampliar a oficina mecânica, que fica no Jardim América 1, em Várzea Paulista, caminhava lentamente. Ele conseguiu comprar um terreno há alguns anos e vinha construindo o prédio com recursos próprios. “Nesse ritmo eu ia demorar uns 10 anos para terminar”, calcula. Mas há um ano e meio, incentivado por um cliente consultor, ele conheceu a agência de fomento Desenvolve SP, que oferece linhas de crédito com taxas de juros baixas, para pequenas e médias empresas. “Com esse financiamento consegui terminar a construção, comprar equipamentos novos e mais modernos e até contratar mais funcionários”, comemora. Com isso, o negócio já começa a mostrar crescimento. “Passamos de 230 para 460 m², fiz uma sala de espera com televisão para oferecer mais conforto aos clientes, além de um escritório”, enumera.

Paulo Sérgio de Souza. Foto: Arquivo/Jornal de Jundiaí

Paulo Sérgio de Souza. Foto: Arquivo/Jornal de Jundiaí

Paulo Sérgio engrossa as estatísticas da Desenvolve SP, que financiou R$ 38,7 milhões no ano passado para empresas das cidades do Aglomerado Urbano de Jundiaí (AUJ), crescimento de 402% em comparação a 2016, que registrou R$ 7,7 milhões em investimentos realizados com aportes do programa. O financiamento foi essencial para o crescimento da empresa de Paulo Sérgio. “Além dos juros mais baixos, outra vantagem é a carência de um ano para começar a pagar. Nesse tempo, consegui crescer e estabilizar o negócio”, destaca.

Economia Brasileira cresce 1% em 2017

Balanço
Em todo o estado de São Paulo, a instituição financiou R$ 352,7 milhões em 2017, 25% a mais que em 2016. Para o economista e presidente da Desenvolve SP, Milton Luiz de Melo Santos, os números mostram que a economia paulista está se recuperando. “O poder de investimento das empresas foi afetado drasticamente pela crise econômica nos últimos anos. Em 2017, no entanto, acompanhamos uma retomada gradual dos negócios em todo o estado e, na Região de Jundiaí, o grande volume de operações de capital de giro indica que os empresários estão se preparando para voltar a crescer”, analisa Santos.

O grande destaque do balanço é ligado à indústria, responsável por tomar a maior parte dos recursos. Ao todo, o setor injetou R$ 34 milhões na economia regional em 2017, um crescimento de 404% comparado ao ano anterior. Na sequência, aparecem os setores de serviços, com R$ 3,4 milhões, e o comércio, com R$ 107 mil. O restante dos desembolsos realizados pela Desenvolve SP, o equivalente a R$ 1,2 milhão, foi investido pelo setor público. Em relação ao destino dos investimentos, 97% dos empréstimos financiaram operações de capital de giro, o que foi fundamental para os pequenos negócios manterem suas operações durante a crise. Os outros 3% atenderam demandas de longo prazo, como projetos de ampliação e modernização, aquisição de máquinas e equipamentos e obras de infraestrutura. “Com as quedas sucessivas da taxa básica de juros, o crédito mais barato e um recuo significativo da inflação, as empresas voltaram a investir para se prepararem para o reaquecimento da economia”, explica o economista.


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/financiamento-do-desenvolve-sp-aumenta-400-no-aglomerado-urbano-de-jundiai/
Desenvolvido por CIJUN