Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Flash mob surpreende pacientes

KÁTIA APPOLINÁRIO - ESPECIAL PARA O JJ | 15/07/2018 | 05:04

O Hospital Universitário de Jundiaí, em parceria com o Coral Pio X, promoveu o primeiro “Ópera Flash Mob” na manhã deste sábado (14). A ação, realizada na Faculdade de Medicina de Jundiaí durante o mutirão do Projeto Zika Vírus – Coorte Zika Jundiaí, tem o intuito de testar os efeitos da música no tratamento das crianças com microcefalia e outros problemas decorrentes da doença. Atualmente o projeto oferece assistência a 766 gestantes, 748 bebês, 35 casos de microcefalia e 50 mães contaminadas pelo vírus zika, que também levam seus filhos para receberem acompanhamento médico.

CLIQUE AQUI E LEIA OUTRAS NOTÍCIAS SOBRE JUNDIAÍ

Diagnosticada com zika, Valéria Souza Vaz, de 33 anos, e o pequeno Gabriel, que em breve fará dois anos, se surpreenderam com a apresentação musical. “Foi muito bonito. Acabei me emocionando”, disse a mãe, que não deixa de comparecer aos mutirões de assistência multidisciplinar para checar se a saúde do filho está em dia. “É ótimo porque temos à nossa disposição fonoaudiólogos, fisioterapeutas, dentistas e outros profissionais”, contou. Jéssica Massacato descobriu a filha Maria era portadora de microcefalia logo após seu nascimento, há dois anos e três meses. Desde então ela faz acompanhamento mensal no Hospital Universitário. “Achei muito legal o flash mob, nunca tinha escutado uma ópera de perto. Trouxe mais alegria para a manhã das nossas crianças”, disse, encantada.

Além de trazer alegria, pesquisas confirmam que a música pode ter efeito terapêutico no tratamento de várias doenças. A maestrina do Coral Pio X, Karen Richter Comanduli, apoia a causa e julga importante disseminar os benefícios proporcionados pela música. “Muitas vezes as crianças estão cansadas, e a música ajudar eles a se descontraírem, além de ser uma atividade prazerosa para todos”, afirmou ela, que também contribui nas ações do mutirão. Desde 2016 à frente de pesquisas sobre as ocorrências do zika vírus, o professor e pediatra Saulo Duarte Passos demonstra satisfação com os resultados que tem observado. “Jundiaí é o único polo de pesquisa que oferece acompanhamento às mães no período da gestação e aos bebês até os três anos de vida.”

O flash mob foi realizado durante o mutirão do Projeto Zika Vírus: intuito é testar efeitos da música no tratamento | Foto: Rui Carlos

O flash mob foi realizado durante o mutirão do Projeto Zika Vírus: intuito é testar efeitos da música no tratamento | Foto: Rui Carlos


Leia mais sobre | |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/flash-mob-surpreende-pacientes-2/
Desenvolvido por CIJUN