Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Fluxo de veículos em Jundiaí cai 35,3%

Márcia Mazzei | 27/05/2020 | 08:00

Desde que o Governo de São Paulo decretou as medidas restritivas de circulação de automóveis, Jundiaí registrou, entre o início de março e a primeira semana de maio, uma redução do fluxo de veículos urbano quase que pela metade, segundo a Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT).

Em um dos mais acessados cruzamentos do município, a avenida Antônio Frederico Ozanan com a rua Tiradentes, sentido Ponte São João – Paço Municipal, a média de fluxo diário entre os 2 e 6 de março foi de 17 mil veículos contra 11 mil veículos neste período, o que representa uma queda de 35,3%.

Já na avenida União dos Ferroviários com a rua Engenheiro Monlevade, sentido Centro-Bairro, houve uma redução diária de 14,5 mil para 8,9 mil veículos (38,6% a menos). Neste mesmo período, na avenida 9 de Julho com a rua do Retiro (sentido Paço Municipal – Rodovia Anhanguera), o fluxo diário de veículos circulando caiu de 106 mil para 55,5 mil (redução de 47,6%).

Ainda como consequência da restrição de circulação de veículos, segundo levantamento da UGMT, não foram registrados pontos de lentidão em horários considerados de pico. Vale destacar que Jundiaí é polo do Aglomerado Urbano de Jundiaí (AUJ) compondo ligações viárias, em alguns casos, por interesse de mobilidade com origem ou destino fora do município, sendo, algumas vezes, somente de passagem.

Com relação aos acidentes de trânsito, os dados são do sistema Infosiga, dados gerenciado pelo programa Respeito à Vida, do governo de São Paulo. Segundo informações, no período de janeiro a abril, foram registrados 423 acidentes com vítimas contra 462 contabilizados no mesmo período de 2019.

TRANSITO
AVENIDA DOS FERROVIARIOS


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/fluxo-de-veiculos-em-jundiai-cai-353/
Desenvolvido por CIJUN