Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Frequência escolar de beneficiários do Bolsa Família está abaixo do índice nacional

VINICIUS SCARTON | 28/11/2018 | 05:00

Apesar de estar dentro da meta estabelecida pelo governo federal, a frequência escolar dos alunos beneficiados pelo programa Bolsa Família na rede municipal de ensino de Jundiaí está abaixo do índice nacional do Ministério da Educação (MEC), que foi de 94,64% em setembro.
De acordo com informações da Unidade de Gestão da Educação, no bimestre de agosto e setembro deste ano, o total de alunos acompanhados foi de 5.633, sendo que 86,92% estão em cumprimento da frequência mínima exigida, que é de 85%. Outros 10,19% dos alunos acompanhados estão em descumprimento e 2,89% em descumprimento sem repercussão negativa, pois a baixa frequência foi devidamente justificada com atestados médicos.
Ainda segundo a unidade, no mesmo período do ano passado, o índice de frequência escolar era ligeiramente maior. Em 2017, o total de alunos acompanhados foi de 5.603, sendo 87,04% em cumprimento, 9,44% em descumprimento e 3,52% em descumprimento sem repercussão negativa.
Em nota, a unidade salienta que as escolas são orientadas a aplicar a fórmula para a apuração da porcentagem no mês, nunca incidindo a média no bimestre, para que os alunos não sejam prejudicados. “A condicionalidade é realizada bimestralmente, mas a porcentagem é apurada dentro de cada mês. A frequência do referido grupo também é enviada ao Governo Federal pelo Sistema Presença no site do MEC bimestralmente, mas a apuração dos dados é realizada a cada mês para os alunos”, informa.
A Unidade de Educação ressalta que dá suporte às escolas municipais, estaduais e Sesi de forma perene, colocando-se à disposição sempre que ocorram dúvidas, ou outras situações, orientando quanto a prazos, demandas e outras peculiaridades. “É importante esclarecer que a condicionalidade da Educação não abrange alunos abaixo da faixa etária dos 6 anos, mas as unidades de gestão da Saúde e de Assistência e Desenvolvimento Social realizam o acompanhamento das famílias de acordo com calendário próprio e demandas específicas”, detalha a nota.
A unidade explica ainda que de uma forma mais abrangente que a coleta de frequência escolar, alunos com baixa frequência são acompanhados pelas equipes escolares, composta por professores, diretores, supervisores e em casos mais graves o Conselho Tutelar é acionado. “Especificamente, dentro das situações apuradas para o Programa Bolsa Família, há o acompanhamento das famílias pelos Cras (Centro de Referência de Assistência Social), visitas de assistentes sociais, inclusive, bem como recadastramento das famílias a cada dois anos realizado pelo Cadastro Único”, encerra.

EE BISPO DOM GABRIEL PAULINO BUENO COUTO SAIDA DE ALUNOS EVASAO ESCOLAR ESCOLA ESTADUAL MOCHILA ESTUDANTES ESTUDANTE


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/frequencia-escolar-de-beneficiarios-do-bolsa-familia-esta-abaixo-do-indice-nacional/
Desenvolvido por CIJUN