Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Funcionários dos Correios em greve por tempo indeterminado

COLABORAÇÃO DE MARIANA CHECONI | 12/09/2019 | 05:02

Os funcionários dos Correios entraram em greve geral por tempo indeterminado desde a noite de terça-feira (10), após assembleias realizadas em diferentes estados do país.

De acordo com o Sindicato dos Correios, 70% dos trabalhadores aderiram à greve em Jundiaí. A central de distribuição da cidade, localizada no Jardim Guanabara, é uma das principais do país. Ainda segundo o sindicato, outras três centrais de distribuição de correspondências funcionam parcialmente na cidade, assim como a agência central do Correios, que fica na rua Petronilha Antunes. Outras três agências franqueadas também tiveram o serviço afetado.

De acordo com Fábio Rogério Xavier, presidente do sindicato dos Correios de Campinas e região, que também abrange Jundiaí, os funcionários resolveram aderir à greve, pois a estatal quer retirar alguns benefícios já oferecidos.

“A empresa quer retirar os vales e convênios dos funcionários e eles não querem aceitar essas condições, por isso a paralisação por tempo indeterminado”, explica.

Além disso, a categoria pede reposição da inflação do período e é contra a privatização da estatal.

Apesar da confirmação do sindicato, em nota, a estatal afirmou que não há suspensão de nenhum serviço dos Correios em Jundiaí.

Ainda de acordo com as informações, os Correios afirmam que participaram de dez encontros na mesa de negociação com os representantes dos trabalhadores, quando foi apresentada a real situação econômica da estatal e propostas para o acordo dentro das condições possíveis, considerando o prejuízo acumulado na ordem de R$ 3 bilhões. Mas as federações, no entanto, expuseram propostas que superam até mesmo o faturamento anual da empresa, algo insustentável para o projeto de reequilíbrio financeiro em curso pela empresa.

No momento, o principal compromisso da direção dos Correios é conferir à sociedade uma empresa sustentável.

Consumidor
Em decorrência da greve, o Procon-SP, vinculado à Secretaria da Justiça e Cidadania, divulgou algumas orientações importantes para o consumidor se precaver: Quem contratar serviços dos Correios, como a entrega de encomendas e documentos, e estes não forem prestados, tem direito a ressarcimento ou abatimento do valor pago.

Nos casos de danos morais ou materiais pela falta da prestação do serviço, cabe também a indenização por meio da Justiça. Em casos de ter adquirido produtos de empresas que fazem a entrega pelos Correios, essas são responsáveis por encontrar outra forma para que os produtos sejam entregues ao consumidor no prazo contratado.

E ainda empresas que enviam cobrança por correspondência postal são obrigadas a oferecer outra forma de pagamento que seja viável ao consumidor.

Quem tiver dúvidas ou quiser fazer uma reclamação, pode procurar o Procon de sua cidade.


Leia mais sobre |
Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/funcionarios-dos-correios-em-greve-por-tempo-indeterminado/
Desenvolvido por CIJUN