Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Paulista: Garoto cadeirante visita jogadores e se emociona

Thiago Batista | 09/10/2019 | 08:05

André Timponi Ritoni tem apenas 11 anos e viveu o dia mais emocionante de sua vida na manhã de terça-feira (8), no Jayme Cintra, ao conhecer os jogadores, comissão técnica e diretores do Paulista e da parceria. O garoto ficou conhecido após uma postagem nas redes sociais pela torcida Raça Tricolor, quando da sua saída do estádio, no último sábado. Os integrantes faziam a festa ao lado dele, que usa cadeira de rodas para locomoção.

Na terça-feira, foi a vez de comemorar com os jogadores, exatamente na semana que antecede o início do mata-mata que pode definir o acesso do clube à Série A3, contra o Flamengo, domingo, em Guarulhos.

Foi muita emoção. Especialmente ao entrar no campo e saber como é o vestiário. E ainda no fim da visita ganhei uma camisa oficial”, contou o jovem, que espera autografar o uniforme caso o Galo conquiste o acesso.

A história de superação de André começou antes mesmo de nascer. No quinto mês de gestação, o casal Kalinca e Maurício descobriu que o garoto tinha mielomeningocele – malformação congênita da coluna vertebral da criança.

O garoto e a sua irmã gêmea Clara nasceram de forma prematura, com apenas 27 semanas. Mas foi o esporte que o ajudou a enfrentar as dificuldades do dia a dia. André prática duas vezes por semana tênis com o Peama (Programa de Esportes e Atividades Motoras Adaptadas) e tem aulas de natação.

Na visita, André conversou com o atacante Jeferson e o técnico Edson Fio, dois dos seus ídolos. “Falei que o Jeferson veio para enquadrar o time e, com o Fio, disse que a campanha dele é ótima”, disse o jovem.

O pai Maurício Ritoni, de 41 anos, há 30 anos acompanha jogos do Galo no Jayme Cintra. Somente este ano começou a levar o filho com mais frequência. E sempre conta com uma ajuda especial para subir no setor de cadeiras cativas. “O Paulista sempre nos oferece entrar por um portão (no gol de entrada), mas a gente gosta de ficar nas cadeiras cativas e, quando subimos as escadas, eu carrego o André no colo e um pipoqueiro que trabalha lá leva a cadeira para mim”, conta o pai, que não esperava uma reação tão positiva do vídeo. “A gente desceu para ver a saída da torcida e os torcedores resolveram chamá-lo. Foi legal demais.”

O garoto já tem seu palpite para domingo: “Vai ser 2 a 0 para o Paulista”.

Foto: Divulgação – Paulista FC


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/garoto-cadeirante-visita-jogadores-e-se-emociona/
Desenvolvido por CIJUN