Jornal de Jundiaí | https://www.jj.com.br

Geração de empregos em Jundiaí supera o Brasil e o Estado de SP

VINICIUS SCARTON | 24/01/2019 | 05:00

Pela primeira vez em cinco anos, a geração de empregos em Jundiaí registra saldo positivo. Com crescimento de 1,59%, a cidade encerrou 2018 superando o Brasil e o Estado de São Paulo com relação a geração de empregos. Conforme levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), disponibilizado ontem (23) pelo site do Ministério do Trabalho, ao longo dos últimos 12 meses a cidade registrou mais de 61 mil admissões, ante 59 mil desligamentos e obteve um saldo de 2.485 postos de trabalho, com uma variação de 1,59%, se colocando a frente do Brasil, que fechou 2018, com variação de 1,40% e o Estado de São Paulo, com variação de 1,24%.

O resultado de 2018 é muito superior ao registrado em 2017, quando o município perdeu 1.871 postos de trabalho. Ainda com base neste levantamento, o setor com melhor resultado foi o de serviços, que teve 1.923 novas vagas criadas. A indústria, por sua vez, se recuperou da perda de mais de 2 mil vagas em 2017 e, no ano passado, criou 312 novos empregos formais. No comércio o saldo também foi positivo, com geração de 188 vagas ao longo do ano de 2018. Quanto ao quadro de evolução do emprego formal em municípios com mais de 10 mil habitantes, a partir da variação de 1,59%, Jundiaí encerrou 2018, na 12ª posição no Estado de São Paulo.

Para o economista e gestor da Unidade de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Messias Mercadante de Castro, a evolução de Jundiaí é atribuída a uma série de motivos. “Um deles, é a maneira encontrada por Jundiaí para atrair novos negócios, por meio da logística e infraestrutura. Mas o ponto fundamental deste crescimento foi a posição do prefeito Luiz Fernando Machado, que nos transmitiu a importância de nos empenhar para atrair novas empresas e negócios”, diz.

Segundo Mercadante, em um ano, 45 novas empresas multinacionais chegaram ao município. “Trata-se de uma quantidade muito representativa, a partir de empresas de alta tecnologia e de alto valor”, explica. O economista enfatiza o esforço da Prefeitura para alcançar esse rendimento. “Por meio do trabalho de atração de novas empresas, o propósito é a fixação e o estímulo de crescimento. A somatória destes fatores, juntamente com a desburocratização e atendimento contribuem para o crescimento de Jundiaí, que representa a 7ª maior economia do Estado de São Paulo”.

Quanto ao desempenho do setor de serviços, o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Jundiaí e Região (Sincomercio), Edson Maltoni, afirma que o segmento é o que mais cresce, em virtude das necessidades de algumas funções, como pedreiro e encanador, entre outras. “O cenário pode ser observado quando percorremos a cidade e notamos a quantidade de casas que estão em reforma. Muitas pessoas que perderam o emprego optam inicialmente pelo serviço e também pelo comércio, por ser uma oportunidade de recolocação”, justifica.

T_carteira_de_trabalho


Link original: https://www.jj.com.br/jundiai/geracao-de-empregos-em-jundiai-supera-o-brasil-e-o-estado-de-sp/
Desenvolvido por CIJUN